terça-feira, 12 de julho de 2022

Ministério Público silencia sobre “Orçamento Secreto” do governo Brandão

O Ministério Publico não se pronunciou sobre o envio de 44 milhões do Fundo Estadual de Saúde a municípios administrados por aliados do governador Carlos Brandão

No momento em que se discute o famigerado Orçamento Secreto a disposição de deputados federais e senadores para atender demandas políticas, no Maranhão, causa estranheza o silêncio do parquet chefiado por Eduardo Nicolau diante da revelação de repasses extraordinários feitos a 28 cidades diferentes no limite do praxo estabelecido pela Justiça Eleitoral para a realização de transferências voluntárias pelos estados e pela União.

Os valores - entre R$ 500 mil e R$ 3 milhões - seriam frutos de emenda parlamentar, mas foram ocultados depois das revelações da imprensa sobre a destinação política dos recursos, que passaram a ser identificados, segundo o Diário Oficial do Maranhão, como “demandas de governo” pela secretaria de Saúde. Os extratos são subscritos pelo advogado Tiago Fernandes, indicado do ex-prefeito Luís Fernando Silva para comandar a SES.  

No total, R$ 56 milhões em recursos da saúde estadual foram realocados por indicação de deputados estaduais entre os dias 13 de junho e 1 de julho, destinados a municípios cujos gestores são aliados políticos de Flávio Dino, Carlos Brandão. O caso deve ser objeto de investigação da Polícia Federal por envolver o uso político de recursos do Sistema Único de Saúde à véspera das eleições deste ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!