quarta-feira, 8 de junho de 2022

Procurador-geral não se pronuncia sobre gasto de 7 milhões da Secretaria de Cultura

 


O procurador-geral  Eduardo Nicolau, evitou que três municípios promovessem show de aniversário, com base na argumentação que as cidades de Bacabal, Vitória do Mearim e Barra do Corda, não poderiam  ter gastos excessivos com eventos culturais já que passam por problemas de infraestrutura, saúde, educação, saneamento básico e outras demandas. "Não podemos permitir que um município gaste milhares de reais com show enquanto a população sofre com a falta de saneamento, saúde e outras questões urgentes", destacou o procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau.

Só que o governo  do Estado através da Secretaria de Cultura está  gastando com "dispensa de licitação", a quantia milionária de R$7 milhões,  isso só  pra estrutura eventos com montagem, desmontagem e logística. Ou seja, só pra estrutura de eventos, que acredita-se ser para São João.

Um dos três contratos, foi celebrado com a empresa Milber Lima Do M Neto Eireli, que vai  receber R$ 2.745.200,00 em um contrato  de 180 dias, sendo que tal empresa fica localizada em um imóvel  residencial, nada que indique que é uma empresa de grande porte para prestar tal serviço.

O estado do Maranhão  por sua vez, passa por uma crise gigantesca, sendo destaque na imprensa nacional com dezenas de cidades em extrema pobreza.

Até  agora o procurador-geral Eduardo Nicolau, não se pronunciou sobre o  assunto.


 Em tempo: no Maranhão vale a máxima " um  peso e duas medidas" !!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!