quinta-feira, 9 de junho de 2022

Ferry-velho: Lei da mordaça no Ministério Público ???

O Ministério Público do Maranhão, que deveria ser o fiscal da Lei e do Interesse Público, continua omisso diante do caos no serviço de ferry-boat no Estado.

Na manhã desta quinta-feira, a promotora Litia Cavalcante foi desmentida pela Agência de Mobilidade Urbana, MOB, após revelar ao site Imirante que a embarcação João Humberto, anunciada por Carlos Brandão como nova, não teria licença das autoridades para fazer a travessia São Luís/Baixada.

Nota da MOB desmentindo a promotora Litia Calvacante

Nos corredores do MP, comandando pelo procurador Eduardo Nicolau, entusiasta assumido do governo Brandão, a ordem é para ignorar o colapso no serviço de ferry por completo.

Resta saber se a promotora Litia Cavalcante e os demais promotores sérios do Maranhão se deixarão levar pela mordaça e pela intromissão no Palácio dos Leões no funcionamento do parquet.

“O que era interesse da sociedade já foi falado. A partir de agora iremos prosseguir com inquérito civil sem manifestações públicas”, afirmou Litia Cavalcante a um canal de TV na manhã de hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!