segunda-feira, 23 de maio de 2022

Álvaro Pires quer que Governo Federal assuma gestão compartilhada do Ferry Boat

Para o vereador, Ministério de Infraestrutura assumiria comando compartilhado com empresas que operam na região portuária do Itaqui 

O vereador Álvaro Pires (PMN), apresentou Requerimento de Urgência, endereçado ao Senador Roberto Rocha (PTB), para que pugne junto ao Ministério de Infraestrutura, do governo Jair Bolsonaro, a federalização das operações das balsas (Ferry Boat), de travessias de passageiros, na região portuária do Itaqui, mais precisamente nos portos de Ponta da Espera / Cujupe, no estado do Maranhão.

No entendimento de Álvaro Pires, o governo Federal regulamentou o Projeto BR do Mar, que permite a cabotagem (viagens entre portos brasileiros) e nada mais justo que a maior região portuária do Brasil, a do Itaqui tenha observação do Governo Federal, sobre tudo, na administração da travessia de passageiros.

“Há de se destacar, que por iniciativa deste Ministério da Infraestrutura foi regulamentado o Programa BR do Mar (serviço de cabotagem), que propõe a interligação de portos brasileiros”, disse o vereador.

Segundo o vereador, chega a ser humilhante, a Capital do Maranhão, bem como a sua população, sofrer diariamente, com embarcações totalmente sucateadas e insalubres, sem segurança, e o pior de tudo, com pouca disponibilidade de viagens para atender a grande demanda que o serviço precisa.

“Solicito a Vossa Excelência, o imediato pedido de intervenção no serviço de travessia de passageiros da Ponta da Espera / Cujupe, para que o povo ludovicense, que precisa utilizar o transporte por embarcações não continue sofrendo diariamente este descaso patrocinado pelo governo do Maranhão”, disse.

O vereador falou em uma espécie de força tarefa junto ao Ministério da Infraestrutura para assegurar uma forma que as atividades da região portuária do Itaqui sejam mantenedoras do sistema de travessia, por meio de embarcações novas, seguras e com maiores autonomia nas viagens, haja vista que, com embarcações velhas e sucateadas, uma travessia de 20 quilômetros, perdura quase 2 horas de viagem numa travessia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!