sexta-feira, 8 de abril de 2022

Após declarar apoio a Werverton e fazer críticas ao governo, Luciano Genésio é vítima de fake news

 


Após declarar apoio ao pré-candidato ao governo, Weverton Rocha e fazer duras críticas ao governo do estado, o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP) foi vítima de uma fake news produzida imprensa nacional.

Segundo a matéria, Luciano Genésio estaria construindo uma mansão com cerca de 24 suítes, onde supostamente estaria usando dinheiro oriundos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

De acordo com nota divulgada pelo prefeito, o imóvel citado na reportagem realmente é dele, e fica localizado no Povoado Apertado, zona rural de Pinheiro. Ao contrário do que foi citado na reportagem, o imóvel possuí apenas 4 quartos, e a obra teve início há cinco anos, com recursos pessoais, e há quase um ano encontra-se paralisada, e o mesmo terreno é declarado todos anos em seu imposto de renda.

Ainda de acordo Luciano Genésio, ao longo de toda sua gestão, a prefeitura de Pinheiro recebeu apernas um recurso do FNDE, e o mesmo foi creditado no ano passo e será usado para a construção de uma creche no bairro do Antigo Aeroporto, onde as obras tiveram início este mês.

“Quando assumi meu primeiro mandato, em 2017, a Prefeitura de Pinheiro apresentava inúmeras inconsistências junto ao Fundo relativas a obras inacabadas de creches, escolas e ginásios da gestão do ex-prefeito Filuca Mendes (MDB). Recorremos à Justiça e aguardamos o tramite do processo para que o Município pudesse voltar a receber recursos e firmar novos convênios. Somente no último trimestre de 2021 conseguimos sanar essas inconsistências”, disse Luciano.

Luciano afirmou que, algumas dessas obras inacabadas que foram recebidas da gestão anterior, foram finalizadas com recursos próprios do município, fruto de planejamento e da prioridade que é dada por sua gestão à educação. 

A matéria foi produzida contra Luciano Genésio veio logo após um discurso do prefeito durante um evento político do senador Weverton Rocha, onde mesmo afirmou que não poderia mais ficar refém de um governo que acha que pode mandar e desmandar nos prefeitos do Maranhão, e elogiou a postura do senador, afirmando que teria sido vítima de perseguição e o mesmo teria ficado ao lado dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!