segunda-feira, 7 de março de 2022

Flávio Dino assumiu o governo e mudou ICMS; agora, sai pelas portas do fundo mexendo no ICMS

Flávio Dino (PC do B / PSB) deixa o comando do Maranhão pelas portas dos fundos e mexendo mais uma vez no ICMS

Se tem uma coisa que o governador Flávio Dino (PC do B / PSB), mais realizou durante sua desastrosa e desgraçada gestão de 7 anos e 3 meses, foi AUMENTAR IMPOSTOS. Dino assumiu em 2015 e aumentou todas as alíquotas possíveis do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS, falindo pequenos empresários, quebrando mercadinhos e lascando famílias com o preço da conta de luz.

Durante todo o seu governo, a maior obra de Dino foi aumentar impostos que por sua vez aumentou a conta de energia elétrica, aumentou o preço da gasolina, do diesel, o preço dos alimentos. E o que dizer dos carros e motos apreendidos e depois vendidos em leilão pelo governo do Estado????

Mas Flávio Dino não foi ruim pra todo mundo – enquanto ele chicoteava o povo maranhense com altos impostos, ele beneficiou megaempresários bilionários que detinham “Centro de Distribuição”, mas aqui no Maranhão, apenas o grupo do megabilionário Ilson Mateus estava com a documentação pronta para ser beneficiado com a lei de isenção de impostos.

Como se nada faltasse a mexer na alíquota do ICMS, o governador que levou o estado para a última posição dentre os 27 estados brasileiros, que aumentou a fome, que aumentou o desemprego e tornou os maranhenses mais miseráveis, segundo o IBGE, resolveu mexer mais uma vez no ICMS.

Em tempo: faltam 24 dias para que o desastre da gestão Flávio Dino chegue ao final;

E mais: após o desastroso governo, Dino promete que vai renunciar no próximo dia 31 de março;

Pra fechar: foram 7 anos e 3 meses de aumento da miséria, da pobreza e sem obras relevantes de infraestrutura, sem geração de empregos, sem industrialização do estado, sem oportunidades – sem nada para mostrar.         

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!