terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

Brandão segue empacado em pesquisa, mesmo com apoio “peso pesado” de Flávio Dino

 


Escolha pessoal do governador Flávio Dino, o vice-governador Carlos Orleans Brandão segue empacado na disputa pela sucessão comunista ao Palácio dos Leões.

De acordo com a pesquisa Exata divulgada na noite de segunda-feira (14) pelo jornal O Imparcial, o senador Weverton segue o preferido do eleitorado maranhense para assumir o cargo de governador em janeiro de 2023. 

O levantamento também mostra que nem o apoio “peso pesado” de Flávio Dino é capaz de salvar Brandão. O tucano travestido de socialista continua feito um poste na segunda colocação, numa distância oceânica do primeiro colocado, vendo pelo retrovisor sua posição ameaçada por Roberto Rocha, Edivaldo Holanda Junior e Lahesio Bonfim.

Quase três meses depois de ser escolhido como “opção pessoal” de Dino, Brandão não consegue avançar na preferência do eleitor. Desde novembro, ele promete uma onda de adesões à sua pré-candidatura, mas, no máximo, conseguiu mobilizar o entorno dinista sedento por permanecer no poder. 

Enquanto Brandão espera para sentar-se na cadeira de governador em busca de reverter a vantagem de Weverton, Dino reclama da “pouca disposição” do vice, desperdiça a tinta da caneta e desgasta os dentes dos leões da Praça Pedro II em favor próprio e de auxiliares mais próximos. 

Há até quem diga que Dino já teria jogado a toalha em relação ao sucessor e andaria incomodado com o que Brandão, os irmãos e aliados dos tempos do sarneyzismo têm dito que pretendem fazer a partir de 31 de março.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!