quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Dino quer Secom, Secid, Casa Civil e Saúde do governo Brandão

 O governador Flávio Dino deve confirmar, no dia 31 deste mês, o apoio ao vice-governador Carlos Brandão na disputa pela própria sucessão.

Antes, porém, o socialista espera sentar com o tucano para definir quais espaços deve ter no governo de transição a ser iniciado no dia primeiro de abril.

A priori, Dino quer indicar as secretarias de Comunicação, Cidades, Casa Civil e Saúde. Seria uma forma de garantir estrutura para a própria candidatura a senador e dos secretários que deixarão o governo para concorrer a vagas na Câmara e Assembleia.

Para a Secom, Dino quer Ricardo Capelli. Na Casa Civil, deve permanecer Diego Galdino. Na Saúde, Carlos Lula deve ser substituído pelo dono do Data Ilha, Marcos Grande. Na Secid, Márcio Jerry deve ser substituído pelo filho Caetano Barroso ou pelo irmão Samuel Barroso.

O acerto deve ser confirmado assim que Dino se recuperar do COVID-19.

Um comentário:

  1. Eu até estava pensando em votar no Carlos Brandão, mas com esse governo paralelo fica difícil. Tem gente que quer deixar o filho ou irmão. Aguenta, Maranhão dá pobreza!

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!