quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Acusados de agredir jovem negro no Maranhão são indiciados por tentativa de homicídio

 

Jhonnatan Silva Barbosa e a dentista Ana Paula Vidal

A Polícia Civil do Maranhão concluiu o inquérito do caso de Gabriel da Silva Nascimento, de 23 anos, que foi agredido dentro do próprio carro, em frente de casa, em Açailândia, no Maranhão, a 567 km de São Luís. Os acusados das agressões, o empresário Jhonnatan Silva Barbosa e a dentista Ana Paula Vidal, foram indiciados por tentativa de homicídio, com pena que varia de 6 a 20 anos de prisão.

Além do indiciamento dos acusados pelo crime, a polícia também pediu a prisão preventiva de Jhonnatan Silva, pois há indícios de que o agressor possa tentar fugir.

Antes da conclusão do inquérito, a Polícia Civil já havia representado pela prisão de Jhonnatan, mas o pedido foi negado. Agora, a polícia espera que a Justiça acate o novo pedido de prisão.

Segundo o delegado Saniel Ricardo Trovão, titular do 1° Distrito Policial de Açailândia, que presidiu o inquérito do caso Gabriel, a princípio o crime havia sido classificado como lesão corporal, mas, após receber do Instituto de Criminalística o laudo pericial das agressões sofridas por Gabriel, a configuração do crime mudou para tentativa de homicídio.

O inquérito aponta que Jhonnatan tentou sufocação indireta ao permanecer com os pés sobre o tórax da vítima. Ana Paula também teria tentado sufocar Gabriel ao se ajoelhar sobre o tórax e abdome da vítima.


Informações: G1 MA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!