segunda-feira, 29 de novembro de 2021

Roseana Sarney pode repetir derrocada de João Alberto

 


Se demorar a cair em campo para viabilizar a própria eleição, a ex-governadora Roseana Sarney pode ter o mesmo fim do ex-governador João Alberto.

O ex-governador, ex-senador e então presidente estadual do MDB, disputou a eleição de vereador de Bacabal em 2020. Acreditando que seria consagrado por seu carisma e pelo legado político, João Alberto se isolou em uma chácara e esperou a abertura das urnas. Saiu da eleição com menos de mil votos, insuficientes até para garantir a expectativa de suplência na câmara de vereadores.

É mais ou menos o mesmo caminho que vem sendo seguido por Roseana. Da varanda do Murano, luxuoso prédio na orla de São Luís, acompanha pelo Tik Tok o movimento de novas lideranças em busca de espaços no Palácio dos Leões, Senado Federal e na Câmara Federal.

Se optar pela Câmara, a ex-governadora enfrentará adversários dentro do próprio grupo político, esfacelado por duas derrotas impostas pelo governador Flávio Dino. Na disputa interna, Roseana entrará na disputa concorrendo com Edinho Lobão, Edilázio Junior, João Marcelo, Hildo Rocha, Aluísio Mendes e outras crias do ex-senador José Sarney. Todos com bases consolidadas e trabalho bem adiantado para o pleito do ano que vem.

Ela também enfrentará o carisma de novas lideranças em ascensão. Na capital, por exemplo, poderá brigar por votos com Duarte Junior, Rubens Pereira Junior, Neto Evangelista, Bira do Pindaré e outros comunistas fortalecidos pelo poder da máquina estadual.

Roseana Sarney precisa se posicionar urgentemente. Ao invés de apostar na glória de um passado distante para as novas gerações, a “guerreira” precisa escolher qual caminho seguir para em seguida cair em campo. Sob o risco de ser aposentada compulsoriamente da política maranhense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!