sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Análise! Eleições 2022 no Maranhão

Conjunturas, conjecturas, articulações e bastidores das eleições de 2022, no Maranhão

Por: Jadson Pires*

Política é muito dinâmica, muda a todo momento, uma vez que é feita por homens e mulheres – os agentes políticos.  As articulações políticas não param e rodam a todo minuto, no estado, no país e nos mais diversos grupos políticos que se “armam” para a disputa em busca de apoio e voto!

Portanto, nesta análise, vamos evidenciar o que deve acontecer nas eleições do ano que vem, em 2022, daqui há exatas 55 semanas, 380 dias, no domingo (2) de outubro de 2022, o dia das eleições.

O candidato do Palácio dos Leões  

O governador Flávio Dino (PSB), já escolheu, no seu “ego”, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), mas esta é apenas sua vontade, e que por ele, já teria levantando o braço do seu candidato e teria caído em campo para tentar elegê-lo. mas a política é dinâmica...

Flávio sabe que tem que fazer umas contas e nas contas uns nove fora...

O grupo do governador é multicolor, amplo, extenso e uma “simples” escolha parece não ser a mais simplória decisão, se assim fosse, já havia declarado o seu favoritismo a seu vice, mas para Carlos de Orleans Brandão Júnior, 63 anos, falta muita coisa, sem articulação nacional, sem base nacional, sem base política no estado, o que lhe restará será o poder, os cofres dos Leões – que pesa e muito, mas não é tudo! Na conjuntura nacional, Brandão está no PSDB, partido que tenta levantar a bandeira da “terceira via” e que terá João Dória, candidato a Presidente – mas Brandão tenta flertar a todo momento com o PT, de Lula, coisa impossível de acontecer nesta atual conjuntura. E se pudéssemos apostar, Carlos Orleans estaria de saída do ninho tucano, para se filiar ao PSB, uma vez que a base dele é a base de Flávio Dino, tanto em plano nacional quanto local. Aí a chapa majoritária seria Brandão / Dino, ai sim levariam o PT, numa articulação nacional.

Weverton está um degrau à frente...

Ainda no grupo do Flávio Dino, o Senador Weverton (PDT), que tem intensificado reuniões políticas e de pré-campanha por todo o Maranhão, com grandes alianças, prefeitos e também várias segundas e terceiras forças municipais, e que às vezes, valem mais do que a “primeira” na cidade, Weverton, que tem 41 anos de idade, está a um degrau à frente dos demais pretensos candidatos – além disso, Weverton carrega sobre seus ombros o peso político de quase 2 Milhões de votos e um “recall” eleitoral invejável que o coloca, sem dúvidas em vantagem a qualquer largada dos demais.

Weverton tem também uma sólida articulação nacional junto ao seu PDT, mas que tem acordos e alianças com o DEM / PSL, PSOL... vai de AZ! E por falar em DEM/PSL, estas duas siglas devem ser fundidas e se transformar no maior partido do Brasil e suas lideranças, tanto nacional como estadual já fecharam questão com o jovem senador maranhense.

O Senador Weverton é de conversa, de acordos, aprendeu isso muito cedo, ainda na adolescência, na altivez do Movimento Estudantil. É um exímio jogador, sabe armar sua militância na hora certa e ir à trincheiras em busca do voto! Tem tudo para ser o próximo governador do Maranhão – está na fila!

A volta da Guerreira???   

Aí o leitor me pergunta: e Roseana Sarney, que lidera as pesquisas??? Eu prontamente respondo: É “tocadora” de obras, por onde se andar no Maranhão tem trabalho de Roseana!

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) é um grande nome na disputa ao governo (embora ela negue a candidatura), e carrega consigo o peso político do seu partido, a conjuntura nacional do MDB, permite que ela possa se mover para qualquer lado na disputa e pesa, pesa muito, tanto aliado ao projeto do ex-presidente Lula (PT), quanto à alucinação do atual presidente Jair Bolsonaro, que há tempos, nem partido tem! O MDB de Roseana, ainda pode “engrossar” o palanque da terceira via de João Dória (PSDB) - com ela candidata ao Governo do Maranhão, e tendo algum destes três candidatos no palanque, Roseana está com seus vigorosos 68 anos de idade (nem parece), e se for candidata dá trabalho, e muito trabalho para qualquer um do grupo do Flávio Dino – o problema é que ela tem um teto, e eu estimaria em torno de no máximo 30%, mais do que isso, são outros quinhentos, cabeça de eleitor é avenida que ninguém passeia, propaganda eleitoral, peso político... Enfim, Roseana é a liderança, tem peso, é a candidata “nata”, (aliás ela já foi governadora por 4 vezes), Roseana é ela, a única mulher forte da política no Maranhão, e não precisa se mexer muito para pontuar e bem!

Edivaldo Holanda Júnior

Edivaldo (PSD) tem 43 anos de idade e carrega um “Recall Capital”, com densidade na Ilha do Maranhão, mas que se esfarela ao atravessar o “estreito dos mosquitos”, avesso ao trabalho como gestor público, Edivaldo se escondeu por sete anos à frente da Prefeitura de São Luís e no último mandato endividou o município com empréstimos para construir praças e “jogar” asfaltos... Edivaldo Holanda Júnior é totalmente o oposto da análise dada à Roseana, em sua “Gestão” de prefeito de São Luís, além de deixar escolas sucateadas, creches e maternidades fantasmas, desvios na saúde e educação. Se eu pudesse apostar, diria que o PSD deve desembarcar da barca furada de Holandinha. Mesmo assim, o ex-prefeito ainda carrega um carisma de apoio eleitoral na Capital.

O Moral é candidato! 

Josimar Maranhãozinho tem 44 anos de idade, e é candidato ao governo do Maranhão – não tem volta! Muitos falam que o “moral” ainda faz acordos com o “fio do bigode”, que para ele, palavra dada é palavra cumprida, talvez por isso, tem uma legião de primeiras e segundas forças em pelo menos 100 municípios. Aí o eleitor me pergunta: é candidato???? Eu respondo: tem tudo para ser, e é bem articulado, sabe buscar os recursos aos municípios, tem um grupo político pessoal que é sólido, mostra forças a cada dia, pode pontuar bem, não em pesquisas eleitorais, mas nas urnas eletrônicas, com uma votação expressiva em seus redutos - mas eu o vejo mais como fiel da balança na disputa eleitoral, enfim, Maranhãozinho se colocou bem e pode decidir a eleição para qualquer lado que cambiar, se é que vai mudar de ideia, eu creio que não!.

E o Camarão???

Há um ditado corriqueiro no Brasil, que diz: Camarão que dorme a onda leva... e parece que Felipe Camarão (PT), não dormiu no ponto e talvez seja o nome que mais tenha se destacado nestes 7 anos de governo Flávio Dino, Camarão tem apenas 39 anos de idade, pulou várias ondas, ou melhor “surfou” – ele já passou pela SEGEP, auditou a Secretaria de Cultura e pulou como um “gato” para a pasta da Educação, onde comanda o maior programa educacional do Brasil, que é o “Escola Digna”, os maranhenses lembram muito bem como era as escolas antes do programa – estudantes assistiam aulas debaixo de árvores, em barracos de taipas e sentavam em tijolos e pedaços de árvores – a merenda escolar era manga com farinha e às vezes, café preto com farinha. A realidade atualmente é muito diferente, escolas de alvenarias, com bibliotecas, climatizadas – coisa de primeiro mundo e alimentação escolar balanceada! Outro fator que pesa em favor de Camarão é que ele é a figura de maior nome que já passou pelo Partido dos Trabalhadores, no Maranhão, chegou brilhando e trazendo brilho ao partido da estrela, que há muito tempo andava ofuscada no estado.

O secretário Felipe Camarão é uma aposta de Flávio Dino, embora, não tenha chegado ao governo pelas mãos do governador, mas isso é outra “estória”. Camarão é jovem, com um currículo invejável para todos os postulantes ao cargo de governador do Maranhão, é Procurador Federal, Professor da UFMA, enfim, falando assim, parece eu tenho inveja do Camarão, rs,rs,rs,rs. É sem dúvidas, um dos melhores nomes para ser governador do Maranhão, mas para ser o candidato do grupo, uma combinação de resultados precisa acontecer – igual àquelas partidas finais do Campeonato Brasileiro em que uns brigam para serem campeões e outros para fugirem do rebaixamento, é bem por aí!

Portanto, esta é minha contribuição (lembrem-se que conjunturas, conjecturas e política no Maranhão, balançam mais do que o Boqueirão), e aí estão os pré-candidatos no Maranhão, Roseana, Weverton, Maranhãozinho, Felipe Camarão, Brandão e Edivaldo. Os demais candidatos estão nas articulações e em outra análise, poderei elencar aqui! Abraços, que Deus abençoe a América do Sul!

*Professor Licenciado em Letras, Gestor Ambiental, Jornalista, Sócio – proprietário do conglomerado de Mídias Digitais “O Sócio da Mídia”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!