sexta-feira, 27 de novembro de 2020

‘Mente para a cidade que pretende governar’: Márcio Jerry volta a enquadrar Braide após nova denúncia da Folha

No fim da quinta-feira (26), o jornal Folha de S. Paulo voltou a repercutir o caso de lavagem de dinheiro, desvio de recursos públicos e crime de responsabilidade que envolve o candidato à Prefeitura de São Luís (MA), Eduardo Braide (Podemos). Com a data do julgamento confirmada para o dia 9 de dezembro, a Folha afirmou que a  discussão será sobre qual instância a investigação deve tramitar, se na primeira ou no Supremo, por causa do foro privilegiado de Braide, que atualmente também é deputado federal. 


No dia 7 de outubro, a coluna Painel revelou um documento do Ministério Público Federal (MPF) que o classificava como investigado em um esquema suspeito quando ele ainda era deputado estadual, a partir de identificações de movimentações atípicas feitas pelo Coaf entre 2011 e 2014. Durante a campanha, no entanto, Braide negou que fosse investigado e chegou a acionar a Justiça para proibir a divulgação da informação pelo jornal. 


A dois dias da votação no segundo turno, nesta sexta-feira (27), o deputado federal Márcio Jerry, vice-líder do PCdoB na Câmara, afirmou que a denúncia é grave e merece esclarecimentos. 


“Não dá pra deixar o assunto de lado, pela gravidade que tem. Desde 2016 o candidato Braide sustenta a mentira de que  não é investigado. Nesta campanha de 2020, repetiu  várias vezes que não é investigado e até censurou a Folha por ter divulgado o assunto”, apontou.


Jerry chegou a recordar que ainda durante o primeiro turno do pleito, o então candidato Neto Evangelista (DEM) provou que Eduardo Braide era, de fato, investigado e chegou a apresentar documentos comprovando a situação. Novamente, o candidato do Podemos recorreu ao que Jerry chamou de  “truque com outro documento para esconder a verdade e seguir mentindo”. Na ocasião, Braide apresentou um “nada consta” que apenas o definia como inocente porque o caso ainda não havia sido julgado. 


“Ora, não consta que ele seja condenado, ainda. Mas ele não prova que não seja investigado”, salientou Jerry. “Ontem e hoje o assunto novamente na pauta. Em matérias jornalísticas aqui no Maranhão e novamente na Folha de S. Paulo é comprovado que Braide já tem até julgamento marcado para dezembro no processo que ele diz não existir. Braide foi pego na mentira e reage agora com silêncio ou mentindo mais. Quem age assim demonstra que não tem condições de ser prefeito de nossa São Luís. Afinal, está mentindo para o povo da cidade que pretende governar”, definiu o deputado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!