quinta-feira, 10 de setembro de 2020

 

Embora  seu grupo ande à procura do deputado Wellington do Curso (PSDB), como quem se busca um troféu para reforçar sua campanha à sucessão do prefeito Edivaldo Jr., o deputado Neto Evangelista (DEM), foi quem protagonizou uma das maiores agressões a um colega de parlamento, na Assembleia Legislativa do Maranhão de que se tem notícia nas últimas décadas.



“Deputado Wellington do Curso, olhe bem pra mim. Não conheço a sua história e nem quero saber. Mas vou lhe contar uma história: Primeiro, não se deve falar em nome de pai morto. Você não tinha meu respeito como parlamentar e hoje não tem meu respeito como gente...”

Esse foi o trecho de um pronunciamento feito por Neto Evangelista da tribuna da Assembleia Legislativa. O virulento ataque do parlamentar do DEM contra o colega tucano, foi em resposta a uma citação que Wellington do Curso fez ao saudoso João Evangelista, que foi presidente da Câmara Municipal e também da Assembleia Legislativa.


Amnésia

Como se tivesse mergulhado numa profunda amnésia, Neto Evangelista, nos últimos dias tem disparado e mandado disparar telefonemas e mensagens a torto e a direito visando um encontro com Wellington do Curso, que teve sua candidatura a prefeito pulverizada pelo comando local do PSDB, que se aliou a Eduardo Braide.

Como numa manobra estratégica de guerra, o grupo do DEM, sob o comando do senador Weverton Rocha tem utilizado a infantaria e a artilharia. Pela infantaria, tenta um encontro com Wellington do Curso, que vem se esquivando de todas as formas. Já pela artilharia, o jogo é mais pesado e eles tentam é constranger o parlamentar, conforme destacou numa postagem o blogueiro Domingos Costa.

Num QG montado no bairro do Monte Castelo e na Areinha, os estrategistas da campanha de Neto Evangelista disparam torpedos via os blogueiros alinhados, afirmando que Wellington do Curso estaria se rendendo aos encantos financeiros do deputado federal Josimar de Maranhãozinho, que lhe teria garantindo quitar todos os seus débitos, como forma de atraí-lo para a campanha do deputado Duarte Júnior.

Como quem apanha nunca esquece, Wellington do Curso, como todo mundo sabe, é oriundo do Exército Brasileiro. Durante 15 anos foi sargento, lotado no setor de Inteligência. Conhece como poucos esse tipo de manobra.

O próprio ex-parlamentar disse certa vez nos corredores da Assembleia Legislativa, que nunca poderia imaginar que Neto chegasse ao ponto mais baixo de um ser humano, ao afirmar daquela  tribuna que não o respeitava nem como parlamentar e nem como gente.

Como se pode observar, a estratégia que foi montada na agência do Monte Castelo, pelo visto é natimorta. E essa história de morder para depois  assoprar, pelo visto, não deverá surtir efeito com Wellington do Curso.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!

2º Encontro Nacional de Proteção a Comunicadores

Instituto Vladimir Herzog

ABRAJI

Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa

Repórteres Sem Fronteiras

Repórteres Sem Fronteiras

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook