quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Quem não se lembra do jingle “12,12,12,12,12”, que marcou a campanha para o Governo do Maranhão, em 2006, quando o saudoso e histórico Jackson Lago (PDT) derrotou Roseana Sarney nas urnas naquele pleito? Na época, a propaganda musical, brilhantemente, criada pelos pedetistas era cantada em todos os lugares do Estado. Em um trecho da letra, o locutor pede “arruma mala, arruma mala”, sugerindo a derrota dos adversários nas urnas.

O tempo passou e, hoje, pelo andar da carruagem, essa mesma musiquinha que virou grude no ouvido das pessoas poderá ser usada para quem o criou, ou seja, o grupo que há mais de três décadas comanda o Palácio de La Ravardière, sede da Prefeitura de São Luís. Na corrida sucessória de 2020, o PDT anunciou apoio ao deputado Neto Evangelista (DEM), mas, não está nada fácil a consolidação do nome do candidato do DEMO.

A cada dia que passa, o índice de rejeição do pré-candidato fica mais evidente. Muitas manobras já foram feitas pelo seu principal padrinho político, o senador Weverton Rocha (PDT), que vem perdendo o sono só em pensar na possibilidade de ruir seu projeto de poder rumo ao Governo do Estado em 2022, entretanto, as adversidades não param de surgir.

Evidenciando total desespero, o senador fez malabarismo para conseguir o apoio do Partido Social Liberal (PSL), por onde o presidente Jair Bolsonaro foi eleito em 2018. Para alcançar esse objetivo, 'O Chefe' usou a premissa que os fins justificam os meios e, mesmo sendo oposição a Bolsonaro que é de extrema direita, conseguiu atrair a sigla para o palanque do seu “Jabuti”. Para isso, contou com a ajuda do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), que con$eguiu milhões de argumentos para convencer o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar.

Ainda com vistas à manutenção do comando da prefeitura, o todo poderoso senador avançou em direção ao Movimento Democrático Brasileiro – MDB, partido ligado ao clã dos Sarney, que é adversário histórico do grupo pedetista. No entanto, ao que tudo indica, assim como a deputada do DEM e o agora ex-filiado pesselista Sebastião Uchôa, o partido sarneysista também rejeitará Neto, devendo optar pelo Podemos de Eduardo Braide ou até mesmo pelo postulante do Republicano, Duarte Júnior.

O chefe faz de tudo para tentar eleger seu segundo “Jabuti”, mas todos caminhos levam crê que ele e seu partido devem mesmo ‘arrumar a mala’ para deixar o poder. É aguardar!

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!

2º Encontro Nacional de Proteção a Comunicadores

Instituto Vladimir Herzog

ABRAJI

Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa

Repórteres Sem Fronteiras

Repórteres Sem Fronteiras

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook