terça-feira, 19 de maio de 2020
 

Estudantes da rede pública estadual de ensino terão acesso a mais uma importante ferramenta no auxílio ao Ensino à Distancia: é a plataforma Resolve Sim, que já está disponível para apoiar os alunos dos últimos anos do Ensino Médio, que se preparam para o Enem e os vestibulares tradicionais, em meio ao conturbado e delicado cenário provocado pelo novo Coronavírus.

A Resolve Sim tem conteúdo produzido pela Eleva Educação, um dos mais conceituados grupos de ensinos fundamental e médio do país, e metodologia e tecnologia digitais da Estácio, maior universidade brasileira e líder em inovação no EaD. Para os alunos da rede pública, será um serviço gratuito, sem qualquer limitação de conteúdo. O portal www.resolvesim.com.br pode ser acessado de qualquer computador, smartphone ou tablet.

A parceria foi firmada e anunciada em uma videoconferência realizada na quinta-feira (14), com a participação do Secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão, o Diretor de Operações da Regional Norte da Estácio, Adriano Remor, o Gerente de Relações Institucionais e o Reitor do Centro Universitário Estácio São Luís, Antonio Teixeira. “Nosso interesse é alcançar cada vez mais parceiros que somem conosco na educação, principalmente, durante a pandemia. É uma honra poder contar com essa parceria importante da Estácio. Agradeço, em nome do Governo do Estado e do povo do Maranhão. São iniciativas como essa que irão nos ajudar nesse momento difícil que estamos enfrentando” , pontuou Felipe Camarão.

“Este é um importante projeto social com a chancela da Estácio e da Eleva Educação. O conteúdo 100% online e gratuito vai ser oferecido aos estudantes do ensino médio da rede pública estadual e ajudar na preparação desses jovens para o ENEM. Mais do que nunca precisamos unir forças e oferecer soluções para que os alunos não desistam do sonho de entrar em uma faculdade”, explicou o Reitor do Centro Universitário Estácio São Luís.

“Vivemos um momento em que todos devem se unir para sairmos mais fortes. É hora de pensarmos em como ajudar quem tem menos recursos para enfrentar a situação e, por isso, ao prepararmos todo o ensino não presencial para os nossos alunos, pensamos que poderíamos fazer a diferença na vida de muitos alunos da rede pública dando um suporte nesse momento tão delicado. É uma das iniciativas que estamos fazendo, dentre outras, para deixar nossa contribuição e minimizar as diferenças na atual conjuntura”, afirma Bruno Elias, presidente da Eleva Educação.

“A nossa universidade sempre esteve ligada à democratização do ensino e nós conhecemos a capilaridade e a força incrível do ensino digital. Mais do que nunca, esses estudantes precisam de nós. Então, estamos presentes”, destaca Eduardo Parente, presidente da Estácio.

Os conteúdos disponibilizados na plataforma Resolve Sim têm a chancela de qualidade da Eleva, e estão distribuídos em quatro áreas do conhecimento: Ciências Humanas, Linguagens e Códigos, Matemática e Ciências da Natureza. Além disso, os estudantes contarão com uma área especial de provas de preparação, o chamado Simuladão. Ao todo, serão 48 aulas completas, com metade delas já disponível para acesso imediato. Haverá aulas novas sendo postadas diariamente.

Em todo o país, a plataforma deverá receber mais de um milhão de estudantes este ano. A solução foi criada em pouco mais de três semanas, com a participação direta de mais de 100 profissionais da Eleva e da Estácio.

Outras parcerias para não tirar o foco dos estudos e minimizar os prejuízos na educação

Desde o início da pandemia do novo Coronavírus o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), já formalizou diversas e importantes parcerias que estão ajudando os estudantes maranhenses, tanto da rede estadual quanto das redes municipais, a continuarem os estudos nesse momento em que todas as escolas precisaram ser fechadas para todos manterem o distanciamento social, por causa da Covid 19.

Uma das primeiras parcerias foi com a Assembleia Legislativa do Maranhão, que permitiu a gravação e exibição de videoaulas para estudantes dos Ensinos Fundamental e Médio, por meio da TV Alema. Videoaulas que a Seduc disponibilizou por meio da Biblioteca do Unicef Global para milhares de estudantes e professores de outros estados e países de Língua Portuguesa que tenham interesse em utilizar o material e continuar o processo de ensino aprendizagem remota.

Outra parceria importante foi firmada com a ONG Laboratório de Educação, que desenvolve com a Eneva o Projeto Aprender dentro e fora da escola, para produzir conteúdo educacional voltado às famílias de crianças das escolas de Educação Infantil do Estado durante a quarentena.

Já com a Fundação Lemann e a Imaginable Futures, organizações de filantropia que compartilham o compromisso com a educação pública de qualidade no Brasil, estudantes e professores do Ensino Fundamental podem ter acesso a conteúdos e experiências pedagógicas disponibilizados gratuitamente por meio de plataformas e ferramentas do Google For Education. A Seduc também quer saber como está a aprendizagem dos estudantes da rede pública nesse momento de pandemia. E por isso, também firmou importante parceria com o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAed/UFJF). No retorno às aulas presenciais nas escolas do Maranhão, a instituição aplicará uma avaliação diagnóstica para todos os estudantes das redes pública municipais e estadual.

Além dessa citadas, muitas outras parcerias estão ajudando professores e estudantes das redes públicas estadual e municipais a atravessarem esse momento de extrema delicadeza, inclusive no cenário educacional. “Junto a todas essas parcerias, nós contamos com o apoio valoroso dos nossos professores, dos familiares e dos estudantes. Sem o entendimento deles de que precisamos continuar ensinando e aprendendo, principalmente nesse cenário adverso, nenhum esforço teria importância. Além das parcerias para garantir acesso a conteúdos, não tenha dúvida de que, é o envolvimento de todos esses atores que fará diferença no final”, finalizou Felipe.

Fonte: Seduc

Fotos: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!

2º Encontro Nacional de Proteção a Comunicadores

Instituto Vladimir Herzog

ABRAJI

Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa

Repórteres Sem Fronteiras

Repórteres Sem Fronteiras

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook