Parar o coronavírus está em suas mãos

domingo, 3 de maio de 2020

Especialista aponta que se “Lockdown” não for efetivo, doença deve se espalhar com mais força pelos municípios maranhenses
População do interior do estado leva uma rotina normal
Este Blog conseguiu consultar com um infectologista e realizou alguns questionamentos acerca da eficácia do “Lockdown”, que deve ser decretado no domingo (3), de maio pelo governador Flávio Dino (PC do B). O infectologista foi categórico ao afirmar que o fechamento de São Luís já deveria ter ocorrido, que as medidas adotadas durante o feriado da semana santa foram positivas, contudo, só não foram mais efetivas, por causa que a população ainda não entendeu que o caso é grave e sério. Ele teme que a doença se alastre com mais força no interior do estado.
O infectologista evidenciou também, que após o feriado da semana santa, começaram a surgir inúmeros casos de contaminados pela Covid-19, em vários municípios, ele categoriza isso como o saldo da desobediência – “Muitos veículos saíram da Ilha do Maranhão em direção à casa de parentes, amigos e familiares, e agora estamos contabilizando o saldo – são justamente 15 dias após o feriadão que começaram a aumentar o número de casos”, pontuou o infectologista.
Este Blog concorda que mesmo com medidas de barreiras adotadas pelo governo do Maranhão. Não há dúvidas que esta migração de pessoas no “feriadão santo”, contribuiu significativamente com o aumento da doença no interior do estado. Pessoas assintomáticas são, no pior caso, as responsáveis pela propagação do vírus, uma vez, que pensam que estão bem de saúde e matem contatos com outras pessoas.
Lockdown na Ilha do Maranhão
O especialista afirmou que apenas 10 dias, parcialmente fechada, os números de infectados tende a diminuir, contudo, ele crê que o “lockdown” deveria ser mais efetivo, uma vez que vários serviços estarão funcionando normalmente. O ideal seria 15 dias, efetivamente fechada.  
“A medida que deve ser adotada no domingo, e tendo início na terça-feira, já era para ter sido efetivada muito antes, e acredito que apenas 10 dias não serão suficiente para conter o ciclo do vírus, que está em ascendência da Ilha do Maranhão – apenas 10 dias de confinamento vai ajudar significativamente a conter o número de infectados, mas, contudo não dever ser suficiente, 15 dias seria ideal.
Cidades maranhenses
Perguntamos também sobre as cidades maranhenses que não param de crescer números de casos. O infectologista afirmou que a população maranhense como um todo, precisa entender que nenhum estado brasileiro, e muito menos países, estiveram preparados para atender a grande demanda de enfermos.
“Aqui no Maranhão, vemos que a população fora da Ilha do Maranhão leva uma rotina normal, como se nada estivesse acontecendo – aglomerações em ruas, bares, bancos e mercados e infelizmente, esta conta pode chegar também ao interior, se medidas enérgicas não forem tomadas, o estado não terá como atender a quantidade de pessoas infectadas, infelizmente esta é uma realidade”, finalizou.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!

Prefeitura de São Luís - Assistência COVID-19

2º Encontro Nacional de Proteção a Comunicadores

Instituto Vladimir Herzog

ABRAJI

Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa

Repórteres Sem Fronteiras

Repórteres Sem Fronteiras

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook