quinta-feira, 16 de janeiro de 2020


SÃO LUÍS – A Universidade Federal do Maranhão e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) constituíram um grupo de trabalho — formado por profissionais das duas instituições — para planejar a continuação das obras de restauração e requalificação do Teatro Tablado e do antigo prédio do Serviço de Imprensa e Obras Gráficas do Estado (Sioge), e a retomada da obra do Palácio das Lágrimas. A equipe foi estabelecida em reunião realizada na semana passada, no gabinete da reitoria da Cidade Universitária. “Estamos retomando o trabalho da maior recuperação de prédios históricos em série de São Luís, providenciando as ações necessárias para a sequência das obras”, ressaltou o reitor Natalino Salgado.

Ele também destacou a importância da parceria de vários anos entre a UFMA e o Iphan para a revitalização de prédios históricos de São Luís cujas obras, assim como o Palácio das Lágrimas, Teatro Tablado e Sioge, também foram iniciadas na gestão anterior do professor Natalino Salgado. Entre elas, estão a Fábrica Santa Amélia (hoje sede dos cursos de Turismo e Hotelaria), o Palácio Gentil Braga, prédio da Faculdade de Direito (sede do Programa de Pós-Graduação em Direito) e o Palácio Cristo Rei.

Atualmente, está em elaboração pela equipe da UFMA o projeto estrutural de uma área específica do Palácio das Lágrimas. Será realizada uma nova licitação para dar continuidade às obras. “O Iphan sempre estará aberto ao diálogo, que visa à preservação e promoção do patrimônio histórico”, afirmou o superintendente do Iphan-MA, Maurício Itapary.

Segundo a Superintendência de Infraestrutura da UFMA, um dos órgãos fiscalizadores dos trabalhos, a obra de restauração do telhado do Palácio foi concluída ainda em 2017, o que garante a proteção da estrutura interna no período chuvoso. O representante institucional da Universidade Federal do Maranhão, Arkley Bandeira, coordenador do grupo de trabalho de retomada das obras, enfatizou que as ações não se restringem apenas ao Palácio das Lágrimas.

“O Iphan tem uma parceria de longa data com a UFMA, sobretudo para a revitalização de todo o acervo arquitetônico que a Universidade tem no Centro Histórico de São Luís. A grande maioria desses prédios têm algum tipo de proteção, tombamento federal ou estadual, pois é um acervo histórico arquitetônico de importância ímpar para a Universidade. Por conta de ser um acervo protegido, o diálogo entre as instituições deve estar presente em todas as gestões”, afirmou Arkley.

Ele também realçou a importância da proatividade da equipe UFMA-Iphan para que as obras possam ser finalizadas. “Construímos esse grupo de trabalho entre técnicos da UFMA e do Iphan, com o auxílio da experiência do próprio reitor Natalino Salgado e do superintendente Maurício Itapary, para que possamos elaborar uma agenda de trabalho que verse sobre todas as demandas das duas instituições, que não são poucas. Iniciamos a gestão herdando muitos projetos que não foram devidamente encaminhados, mas, a partir da criação dessa equipe, teremos uma agenda proativa”, declarou.

Além da restauração do Palácio das Lágrimas, do Teatro Tablado e do Sioge, a Universidade Federal do Maranhão também trabalha em um projeto de requalificação da Fonte das Pedras, que foi restaurada recentemente. Por meio de uma possível parceria, o local poderá ser utilizado pelos cursos de Turismo e Hotelaria da UFMA e servir de espaço para lançamento de livros, saraus e eventos festivos.

“O compromisso desta gestão é que a UFMA restaure e preserve o legado arquitetônico da Universidade para contribuir com a revitalização do Centro Histórico de São Luís, como fizemos nas gestões anteriores”, enfatizou o reitor Natalino Salgado.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!

2º Encontro Nacional de Proteção a Comunicadores

Instituto Vladimir Herzog

ABRAJI

Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa

Repórteres Sem Fronteiras

Repórteres Sem Fronteiras

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook