ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

terça-feira, 5 de novembro de 2019

Operação “Faz de conta” deve atingir o prefeito Edivaldo Holanda e Pablo Rebouças
A operação “faz de conta”, deflagrada nesta madrugada que culminou com a prisão de várias pessoas em São Luís, terá também como alvo o próprio prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Quem mandava a ANULAÇÃO DO ORÇAMENTO (Emendas Parlamentares), era o próprio prefeito e quem as executava era o seu secretário de governo, Pablo Zarthur Rebouças – era ele quem decidia para qual secretaria fazer a anulação do orçamento.
Na verdade, a investigação do Ministério Público do Maranhão, por meio do GAECO tem como objetivo investigar a gestão Edivaldo Holanda Júnior, afinal, quem faz a anulação do orçamento é o Executivo e jamais o Legislativo.
Quem fazia toda a anulação do orçamento era Pablo Rebouças, assinado conjuntamente com o prefeito de São Luís, como prova este Blog, em todas as liberações, eram eles que assinavam, veja abaixo.
Anulação do orçamento é o mesmo que "Emenda"
Além da liberação de convênios, o GAECO deve investigar a apuração de recursos da Contribuição de Iluminação Pública – CIP, administrado pela CitèLuz, que está sendo utilizado para bancar eventos da Prefeitura de São Luís e ainda, os R$ Milhões enviados ao Instituto Maranhense de Cultura, Esporte e Lazer – IMCEL, pela Secretaria Municipal de Cultura de Marlon Botão. 
Em tempo: deve entrar em discussão os R$ Milhões enviados para o pagamento de propaganda em São Luís.
E mais: durante a gestão de Edivaldo já foram “sangrados” mais de R$ 100 Milhões para propaganda. 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!

Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa

ABRAJI

Repórteres Sem Fronteiras

Repórteres Sem Fronteiras

Instituto Vladimir Herzog

Sarará Grill

Sarará Grill
Encontro de amigos com Churrasco, Futebol e Cerveja

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook