DIRETO DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

domingo, 17 de novembro de 2019

O Maranhão obteve, mais uma vez, um crescimento expressivo nos indicadores educacionais. Os dados foram revelados na última semana pelo Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB), com base nos anos de 2015, 2017 e 2019. Nosso avanço foi na contramão de muitos estados que recuaram em relação à posição em que se encontravam nas edições anteriores.
O IOEB foi criado em 2015 e se propõe a ir além dos indicadores oficiais de aprendizagem, avaliando a qualidade da educação básica – da Educação Infantil ao Ensino Médio. O estudo elaborado pela Comunidade Educativa Cedac, com base em dados oficiais, tabulados pela consultoria Metas Sociais, é formado a partir da relação de dois grupos: insumos educacionais, ou seja, fatores essenciais para o bom resultado educacional, e os próprios resultados educacionais, sejam eles de atendimento, de aprendizado ou de aproveitamento escolar.
Para se ter ideia, o Maranhão saltou de 3,6 em 2015, para 4,4 em 2019, segundo dados publicados no portal do IOEB (ioeb.org.br). Essa média nos colocou em um patamar à frente de outros estados que caíram no índice, a saber: Espírito Santo, cuja média caiu de 4,7 em 2015, para 4,0 em 2019; Ceará, que teve queda de 4,6 (2015) para 4,1 (2019) e Paraná, que caiu de 4,9, em 2015, para 4,2, além dos estados de Goiás e Minas Gerais, que também diminuíram as médias.
O IOEB evidencia um crescimento expressivo em educação no Maranhão, desde 2015 e demonstra uma elevação a cada ano. Ressalte-se que o Índice coincide com o período de gestão do governador Flávio Dino, que priorizou os investimentos em educação, como marca de seu governo, por meio do maior programa educacional da história, que é o Escola Digna.
Desde o início desta gestão, o Estado vem sendo destaque pela melhoria da educação pública. Cabe frisar que saímos de um IDEB de 2,8 (2013) para 3,4 (IDEB 2017), saltando da 21ª posição para a 13ª, no ranking dos estados brasileiros e de 5º para o 3º da região nordeste, conforme levantamento divulgado no ano passado. Vale lembrar, também, que o anuário da educação 2019, da ONG “Todos pela Educação” apontou uma série de avanços no estado, entre os quais: a inclusão de crianças e adolescentes, com algum tipo de deficiência, em classes comuns. Do total de 40.162 matrículas desse público, no Maranhão, 37.305 estão em classes comuns e apenas 2.857, em classes especiais e escolas especializadas; a Educação Integral, que até 2014, não dispunha de matrícula na rede pública estadual, em 2019, chegou a 49 escolas, entre Iemas e Centros Educa Mais (escolas de ensino integral), com mais de 15 mil estudantes e implantação de novas unidades no próximo ano;a redução da distorção idade-série: em 2014, o percentual era de 40,9% e, em 2018, houve um decréscimo de 6,8%, entre outros indicadores que evoluíram.
Esses avanços são o resultado do trabalho sério e coeso sob o comando do governador Flávio Dino, que tem uma visão sistêmica de educação, realizando medidas estruturantes, que perpassam os muros das unidades escolares da Rede Pública Estadual e chegam em todos os municípios maranhenses, por intermédio do regime de colaboração, com apoios diversos,  desde a construção de escolas, em substituição a estruturas inadequadas, apoio ao transporte escolar, formação e assessoria técnico-pedagógica; pacto pela aprendizagem, desde os anos iniciais da educação básica, etc.
O Governo do Estado compreende que a gestão da educação deve ser feita com base em metas claras focadas na aprendizagem, correlacionando os investimentos à aprendizagem. E essa tem sido a matriz do nosso trabalho: garantir as condições adequadas à qualidade da aprendizagem dos maranhenses, que têm a educação pública como única porta para um futuro digno.
Avançaremos ainda mais!

Felipe Costa Camarão
Professor
Secretário de Estado da Educação
Membro da Academia Ludovicense de Letras e Sócio do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!

2º Encontro Nacional de Proteção a Comunicadores

Instituto Vladimir Herzog

ABRAJI

Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa

Repórteres Sem Fronteiras

Repórteres Sem Fronteiras

Sarará Grill

Sarará Grill
Encontro de amigos com Churrasco, Futebol e Cerveja

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook