ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

sexta-feira, 13 de setembro de 2019

“É dinheiro para fazer política”, defende o Senador Weverton sobre o aumento do financiamento de campanha
Na noite da última quarta-feira (11), o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre tentou barrar o projeto que altera regras do fundo eleitoral. A movimentação de Alcolumbre gerou uma inquietação com o relator do projeto que vai aumentar o dinheiro para gastar com eleição em mais do que o dobro, que atualmente é de R$ 1,8 Bilhão para R$ 3,7 Bilhões, já no pleito que vem (2020).
Durante o debate na Casa, o pedetista solicitou à sua equipe que levantasse os nomes dos Senadores que criticam o fundo de financiamento de campanha, mas, que utilizaram na última campanha.  “Não estamos autorizando aqui dinheiro para, simplesmente, sair fazendo assalto no meio da rua. É para fazer política, democracia, eleição.”
Weverton, que é líder de seu partido, também desdenhou das críticas à proposta de aumento de 1,8 bilhão para 3,7 bilhões de reais do fundo.
“Se é um bilhão, se é 3, se é 500 milhões (sic) ou se é 1 real, é só o seguinte: quem é contra não use.”
Em tempo: no sistema do Senado, a matéria só chegou às mãos do Senador Weverton, na noite anterior à qual foi designado relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).
E mais: apenas uma noite com a matéria em mãos, o pedetista já estava com seu relatório pronto e colocando em pauta para ser aprovado com máxima urgência. 
Pra fechar: as "caras e bocas" que a Senadora Leila do Vôley fez pra cima de Weverton chamaram a atenção. 

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!

Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa

ABRAJI

Repórteres Sem Fronteiras

Repórteres Sem Fronteiras

Instituto Vladimir Herzog

Sarará Grill

Sarará Grill
Encontro de amigos com Churrasco, Futebol e Cerveja

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook