ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Há duas décadas a desgraça, discórdia e corrupção imperam em Paço do Lumiar
O município de Paço do Lumiar está jogado às traças desde a virada do milênio, há cerca de 20 anos, todos os gestores já foram condenados, denunciados e/ou presos por improbidade administrativa, corrupção, peculato e lavagem de dinheiro.
Prefeito eleito em 2000, Mábenes Fonseca que prometia “mudar” a cidade de Paço do Lumiar se envolveu em escândalos, crimes e foi parar na Penitenciária de Pedrinhas. O crime mais memorável que se tem da época foi a compra de um vestido, por cerca de R$ 400 Mil que rendeu muita confusão no Paço – o prefeito foi cassado e quem assumiu foi o vice, Gilberto Aroso.
Gilberto Arôso assumiu o mandato em 2003, com o afastamento e a prisão do então prefeito. Daí pra frente até que imprimiu um ritmo de trabalho na cidade, à sombra dos ex-governadores Roseana Sarney e Zé Reinaldo. Gilberto foi reeleito e ficou à frente do município até 2009 – denúncias de crimes de toda espécie, tais como: fraude em licitação, desvio de dinheiro público e improbidade administrativa pesaram contra Gilberto, que foi também parar em Pedrinhas.
Bia Venâncio, eleita em 2009, só ficou até o mandato em 2012, quando foi afastada pela justiça por crime de improbidade administrativa – também foi presa. Ela foi substituída pelo vice, Raimundo Filho, que também foi denunciado pelo Ministério Público.
Outro que prometeu mudar a cara do “Paço” foi Josemar Sobreiro, o “pofeçor”, que assumiu em 2013, e que também realizou uma administração desastrosa na cidade, por pouco não foi preso, mas responde a uma série de inquéritos e processos na justiça, todos interpostos pelo Ministério Público – ele conseguiu finalizar o mandato, com liminares, mas, ainda hoje está muito enrolado com a Justiça.
Eleito em 2016, o famigerado Domingos Dutra, o “Futi”, foi eleito com o discurso da honestidade e moralidade que sempre pregou. Ao assumir, deu logo plenos poderes à esposa Núbia Dutra, que era secretária de tudo em Paço do Lumiar.
Em apenas 2 anos e 5 meses, a dupla Domingos e Neusilene Dutra, não deixam para trás em nada os antigos gestores. O Ministério Público do Maranhão, em Paço do Lumiar já denunciou o casal em cerca de 15 ações por improbidade administrativa, peculato, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, crime de responsabilidade.
E ao que tudo indica, o destino do atual prefeito e da supersecretária nã será outro que não seja a BR 135.  

Um comentário:

  1. nosso paco precisa de um prefeito que preste, infelizmente todos pensan que podem roubar e fkar por isso mesmo, a justica tarda mas nao falha..

    ResponderExcluir

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!

Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa

ABRAJI

Repórteres Sem Fronteiras

Repórteres Sem Fronteiras

Instituto Vladimir Herzog

Sarará Grill

Sarará Grill
Encontro de amigos com Churrasco, Futebol e Cerveja

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook