Publicidade

Publicidade
segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Nativos digitais e o gosto pela leitura
*Por Felipe Camarão
Tenho duas filhas, uma com quatro anos e a outra com sete, ambas nativas digitais, diria, porque nasceram e estão vivendo na frenética era digital, onde boa parte da nossa vida passa pelas tecnologias. Assim, como a maioria dos pais que tem filhos nessa idade, fico impressionado com a destreza e agilidade delas com o celular, por exemplo. Num clique, acessam desenhos, jogos, filmes infantis, entre outros.
Diferentemente das crianças e adolescentes, nós, os antigos, os turistas digitais, temos que nos esforçar para conhecer e apreender essas inovações, que muitas vezes, até nos assustam. Ora ou outra nos deparamos com opiniões do tipo: “Será que o computador e as novas tecnologias são inimigos do livro, da leitura?”; “Essa geração prefere fazer tudo pelo celular! Não estuda, só fica on line o tempo inteiro!” E por aí vai…
Na Educação, há inúmeros estudos e pesquisas sobre as interfaces entre o campo educacional e as tecnologias. Isso tem sido fundamental para o desenvolvimento de estratégias que consigam aliar a linguagem digital à leitura, desde a Educação Infantil, passando pelo Ensino Fundamental, até o Ensino Médio.
Como educadores, nosso desafio é romper as barreiras que colocam todo esse progresso e suas variadas plataformas como oponentes do livro e estimular nossos estudantes a apreciarem as diversas literaturas, mesmo na linguagem digital, para que isso redunde em mais aprendizagens. O que nós devemos temer é a indiferença às tecnologias, como um grande potencial do saber, somada ao abandono da leitura, seja em papel ou com algum suporte tecnológico, pois, como bem colocou o filósofo francês Voltaire, “A leitura engrandece a alma”.
Entretanto, ler somente não é o caminho. Por isso, associo esse pensamento registrado por Voltaire, no século XVIII, à visão contemporânea do italiano Umberto Eco, quando afirma que a internet ainda é um mundo perigoso, para o qual devemos ter um filtro que favoreça o conhecimento. É nesse sentido que, hoje, encontramos uma série de informações, dados e conteúdos falsos circulando na atmosfera digital, as chamadas Fake News, capazes de interferir negativamente em vários setores da sociedade, que precisam, portanto, ser combatidas e eliminadas. Assim, retomando Eco, endosso, “Conhecer é filtrar!”.
Há cerca de dois anos estamos incentivando os educadores da rede estadual do Maranhão a utilizarem, cada vez mais, as novas tecnologias a favor do ensino e da aprendizagem. Para isso, foram distribuídos 25.905 cadernos pedagógicos a professores de diferentes componentes curriculares, inclusive disponíveis para download no portal da Seduc (www.educacao.ma.gov.br), com orientações, dicas e sugestões de conteúdos, disponíveis em ambientes virtuais, para estimular a inovação metodológica na sala de aula.
Apesar de muitos dos nossos estudantes preferirem redes sociais à leitura, a internet pode ser a porta para um bom livro. É por isso que esse canal pode e deve andar junto com o gosto pela leitura e nós, educadores, podemos levá-los à reflexão sobre a relevância de se buscar bons livros, aplicativos e portais que conectem a geração de nativos digitais à cultura e, assim, colocarmos a educação do Maranhão no século XXI.
Encerro lembrando a minha infância, quando meus pais me levaram aos livros diversos. Posso afirmar que o incentivo recebido através deles valeu por uma vida e como exemplo. Dessa forma, estou criando minhas filhas, a fim de que tenham o gosto pela leitura e a sede pelo conhecimento, em qualquer espaço, seja ele físico ou digital.
*Felipe Costa Camarão é Professor
Secretário de Estado da Educação
Membro da Academia Ludovicense de Letras e
Sócio do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão

Assembleia Legislativa

Assembleia Legislativa

Sarará Grill

Sarará Grill
Encontro de amigos com Churrasco, Futebol e Cerveja

Auto Escola Positivo

Auto Escola Positivo

Facebook

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com