quinta-feira, 27 de setembro de 2018

“Flávio Dino e Edivaldo Jr. descumprem decisão judicial enquanto criança de 2 meses agoniza à espera de cirugia”, denuncia deputado Welllington



Na manhã desta quinta-feira (27), o deputado estadual Welllington do Curso denunciou mais um descaso do governador Flávio Dino e do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr, com a saúde da população do Maranhão. Dessa vez, trata-se do caso do pequeno Breno Miguel, de apenas 02 meses, que sofre de uma cardiopatia complexa e necessita fazer uma cirurgia, que não é disponibilizada nem pelo sistema público de saúde do município nem do estado.

Por não conseguir fazer a cirugia no Maranhão, a mãe ingressou na Justiça e conseguiu decisão judicial que obriga tanto o Governo do Estado quanto a Prefeitura de São Luís a custearem as despesas da criança. O prazo era de 12 horas, contadas do dia 20 de setembro, mas até o presente momento coisa alguma foi feita. 

“Enquanto eles estão adiando, o meu filho fica mais perto da morte. O meu filho está morrendo. Até quando eles vão ignorar a nossa situação?”, desabafou a mãe da criança, Liziene Mota.

Sobre a questão, o deputado Welllington cobrou um posicionamento, em caráter de urgência, por parte do Governo e Prefeitura.

“Ninguém aqui está pedindo favor a Governador ou Prefeito. São decisões judiciais que obrigam que as despesas sejam custeadas. O prazo era de 12 horas, isso contado a partir do dia 20. Hoje já é dia 27 de setembro e coisa alguma foi feita. Flávio Dino e Edivaldo Holanda Jr. descumprem decisão judicial enquanto bebê de 2 meses agoniza à espera de uma cirurgia. Não se brinca com a vida das pessoas! Governador Flávio Dino e Edivaldo Holanda Jr., não sejam covardes! Não acabem com a vida de um bebê e de uma mãe por negligência. Assumam as suas responsabilidades! Para fazer propaganda, vocês têm recursos; agora, para garantir o acesso à saúde vocês negligenciam? Acionaremos o Ministério Público para que adote as devidas providências”, disse Welllington.

ENTENDA O CASO:

O pequeno Breno Miguel possui apenas 2 meses e está na Unidade Materno Infantil. A criança precisa ser transferida para um Hospital no Rio de Janeiro, que possui vaga para fazer a cirugia necessária. O caso é de cardiopatia complexa. De acordo com as decisões judiciais, o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís deveriam custear todo o tratamento, mas até agora coisa alguma foi feita. A primeira decisão foi do dia 25 de agosto, mas também foi descumprida.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário!!! Continue conosco!!!