sábado, 30 de junho de 2018

A pré-candidatura da médica Thaíza, já se estabeleceu como uma das mais fortes do Maranhão; ela será candidata a deputada estadual



Uma grande manifestação político-partidária marcará, este sábado (30), a cidade de Pinheiro, com o lançamento da pré-candidatura a deputada estadual da médica e primeira-dama do município da cidade, Dr. Thaíza (PP).


O grande ato acontecerá a partir das 18h, na antiga Casa de Shows 'Zoom' e contará com as presenças do prefeito Luciano Genésio (PP); do governador Flávio Dino (PC do B); do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Weverton Rocha (PDT); do deputado federal e presidente regional do PP, André Fufuca, do deputado federal e pré-candidato ao Senado Federal, Waldir Maranhão, além de outras lideranças políticas e comunitárias da cidade e de municípios da Baixada Maranhense.


Thaíza e seu grupo político vem conquistando apoios em todo o estado do Maranhão e será sem dúvidas um forte nome na Assembleia Legislativa.

quarta-feira, 27 de junho de 2018

De 8 a 27 de junho, o prefeito Umbelino já recebeu quase R$ 3 milhões em repasses federais, enquanto isso a população sofre nos hospitais sem medicamentos e sem nada



O Blog realizou uma consulta para saber quanto a Prefeitura Municipal de Turiaçú, do prefeito Umbelino Ribeiro já recebeu apenas neste mês de JUNHO. Veja no extrato detalhado do Banco do Brasil o quanto já entrou nas contas.



 
 

Para o GAECO, Breno Morais é o cabeça da Organização Criminosa que tomou conta do futebol


[caption id="attachment_7970" align="alignnone" width="571"] Sérgio Frota e Breno Morais "ligação perigosa"[/caption]

O Ministério Público da Paraíba (MPPB), por meio do GAECO, protocolou na última terça-feira (26), ação contra 17 membros suspeitos de fraudar resultados de partidas de futebol. A ação foi protocolada na 4ª Vara Criminal da Comarca de João Pessoa. No documento, o órgão pede a condenação dos acusados com base, principalmente, em crimes previstos no Código do Processo Penal e no Estatuto do Torcedor.


Dentre eles está Breno Morais Almeida, vice-presidente do clube Botafogo, que foi interceptado numa ligação com o deputado estadual maranhense, Sérgio Frota - PR. Na conversa grampeada pela Polícia Civil, Breno aparece solicitando que o deputado mantivesse articulação com o juíz maranhense que iria apitar a partida Botafogo x Altos, o maranhense Ranilton Oliveira.


Sérgio Frota disse que iria resolver a situação e pediu que a conversa continuasse à noite.


O Botafogo venceu o jogo pelo placar de 1 a 0. O árbitro do jogo foi de fato o maranhense, da cidade de Imperatriz, como o próprio deputado fala no telefonema, Ranilton Oliveira.


Para explicar com maior detalhe o funcionamento da “organização criminosa” (Orcrim) descrita no processo, o GAECO dividiu, na denúncia, o grupo em três. Cada um, com sua especificidade o núcleo dos diretores/líderes, supervisores e logística.


Veja a composição de cada núcleo:
❖ núcleo dos gestores/líderes:
1. Amadeu Rodrigues da Silva Junior, presidente da FPF
2. Breno Morais Almeida, vice-presidente do clube Botafogo
3. Lionaldo dos Santos Silva, presidente do STJD
4. Marinaldo Roberto de Barros, procurador do STJD
5. Jose Renato Albuquerque Soares, membro da Comissão Estadual de Árbitros de Futebol
6. Severino Jose de Lemos, membro da Comissão de Arbitragem
7. Genildo Januario da Silva, vice-presidente do Sindicato dos Árbitros
❖ núcleo dos supervisores:
8. Adeilson Carmo Sales de Souza, atuou na Comissão de Arbitragem
9. Antonio Carlos da Rocha, árbitro
10. Antonio Umbelino de Santana, árbitro
11. Eder Caxias Meneses, árbitro
12. Francisco de Assis da Costa Santiago, árbitro
13. João Bosco Sátiro da Nobrega, árbitro
14. Jose Maria de Lucena Netto, árbitro
15. Tarcisio Jose de Souza, árbitro
16. Josiel Ferreira da Silva, árbitro
❖ núcleo da logística:
17. Jose Araujo da Penha, funcionário da FPF
As condutas da Orcrim foram divididas em três:
❖ Condutas-Fim
✓ Manipulação de resultados;
✓ Fraude no sorteio da arbitragem;
✓ Favorecimento / proteção em decisões da Justiça Desportiva.
❖ Condutas — Meio
✓ ‘tráfico de influência;
✓ Falsidade ideológica;
✓ Coação no curso do processo;
✓ Intimidação / represálias.
❖ Condutas Operacionais
✓ Proteção institucional;
✓ Poder de informação;
✓ Poder midiático;
✓ Poder politico / institucional.

"Mutirão Rua Digna" pagamento de cabos eleitorais e envio de dinheiro público para entidades  


[caption id="attachment_7967" align="alignnone" width="999"] Dedé, Mussum e Zacarias... os bobos[/caption]

Faltando cerca de 100 dias para a eleição, o governador Flávio Dino (PC do B), apresentou mais um pacote reeleição mascarado de "Rua Digna", não tem nada, o programa é para agraciar entidades ligadas aos comunistas e a contratação de mão de obra para a campanha que se aproxima.


Como se não bastasse, o governador alocou o empresário, filho de Dedé, o Hernando, que tem o irmão como deputado estadual, Fábio, todos da família endinheirada Macêdo, para comandar o órgão.


O "programa" funciona assim, entidades ligadas aos comunistas são agraciadas com convênios da ordem de R$ 200 mil (Duzentos Mil Reais), para calçar 1 (uma) determinada rua. O Pior é que passados a execução dos projetos, vem o tal de "aditivos" com mais dinheiro.


O assunto já foi denunciado por este Blog, no final do ano passado, reveja clicando nos links abaixo!!!
http://filipemota.com.br/escandalo-rua-digna-de-flavio-dino-manda-dinheiro-para-bloco-de-carnaval-e-liga-de-taekwondo/

Tudo sobre a leniência do Ministério Público do Maranhão, que nada faz, nada vê, nada ouve...

terça-feira, 26 de junho de 2018
[caption id="attachment_7960" align="alignnone" width="1037"] Em destaque os botons da pré-candidatura do Senador Roberto Rocha[/caption]

Como já era esperado, os prefeitos insatisfeitos com o governo “comunista”, começaram a pular de lado. Esse foi o caso do prefeito de Godofredo Viana, o prefeito Sissi Viana.
O certo é que fontes informaram ao editor do blog que o prefeito de Godofredo era aliado de primeira hora de Flávio Dino, o certo agora é que a frase  mais apropriada seria ; “Vai começar a festa e Ninguém é de ninguém!!!”


[caption id="attachment_7961" align="alignnone" width="880"] Reunião realizada 18, de Junho a convite do prefeito de Godofredo Viana[/caption]

Pacientes do hospital municipal da cidade de Turiaçu usam as redes sociais para denunciar o descaso do município com os pacientes, no caso o denunciante, que ocultamos o nome para que o mesmo não sofra represália, mostra em sua página o serviço desumano da prefeitura. O print representa muito bem o caos que está na saúde em Turiaçu , temos informações que por muitas vezes chega até a faltar remédios, o blog está levantando o tanto de recursos que a cidade recebeu do governo federal e do estado , em outras postagens iremos abordar o assunto, veja a foto :



 

De acordo com documentos obtidos pelo Blog, governo Flávio Dino (PC do B), já pagou R$ 5 milhões à empresa LOTIL, que  nunca entregou a barragem do Bacanga


[caption id="attachment_7946" align="alignnone" width="750"] Barragem do Bacanga continua sucateada mesmo com milhoes de reais já gastos[/caption]

O governo Flávio Dino deve se explicar ao Ministério Público Federal e à Controladoria Geral da União - CGU, uma vez que a fonte dos recursos para a reforma, segundo informações são federais.


O governo do estado firmou contrato com a Empresa Lotil, desde o começo da gestão comunista, em 2015 e restando apenas 5 meses para o fim do mandato nunca entregaram a obra. Veja abaixo, o Extrato do Contrato.



Este Blog, por diversas vezes denunciou o caso, veja abaixo, e agora, de posse de documentação formalizará Denúncia / Queixa ao Ministério Público Estadual e Federal, para que as devidas providências sejam tomadas.


http://filipemota.com.br/escandalo-maior-obra-de-flavio-dino-barragem-do-bacanga-consumiu-milhoes-do-contribuinte/

O Blog foi informado que os órgão federais já levantam investigação sobre a obra que se arrasta por quase 4 anos e já consumiu milhões do cofres público.

Caso foi denunciado ao secretário de educação de São Luís, Moacir Feitosa 



O Blog recebeu uma grave denúncia que alunas da UEB Josué Montelo, situada na Coheb -Sacavém, vem sofrendo assédio sexual por um professor da unidade escolar. O caso já teria sido repassado à diretora através de um abaixo-assinado, feito por alunas e ex-alunas que sofreram tais assédios.


Segundo a denúncia, a diretora da escola teria mandado as meninas rasgarem o documento ou seriam expulsas, uma das alunas teve até a calça rasgada por uma das coordenadoras.


Há relatos que o professor alicia as meninas passando a mão nas nádegas, seios, e também que uma aluna teria sido convidada a entrar no carro de um professor.


E mesmo após todas estas denúncias, as alunas tem passado por intimidação e retaliação pela direção escolar. Ainda de acordo com a denúncia, o professor mostrava vídeos com cenas de sexo explícito, via aparelho de celular, às jovens. O ato era sempre feito nas salas que dava aula 7°, 8° e 9 ° ano , para adolescentes de 13 à 16 anos.


A denúncia, via abaixo assinado teria sido entregue ao Secretário de Educação Moacir Feitosa, conforme mostra imagem do documento abaixo, recebido e  assinado pelo gestor, no último dia 13 de junho.



O Blog pede a máxima atenção do Ministério Público, na pessoa do seu promotor Paulo Avelar, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, bem como demais autoridades.

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Estima-se que eles comandaram recursos da ordem de R$ 1 trilhão, durante os governos de Roseana Sarney



Raimundo Cutrim (PC do B)

Comandando a Segurança do Maranhão, Raimundo Cutrim (PC do B), tinha total poder sobre os recursos públicos para a área da segurança do estado, comandando o órgão por quase uma década, ele foi Gerente de Segurança Pública do Maranhão ainda no primeiro mandato de Roseana, durante o período (1997–2002) e Secretário de Segurança (2009 – 2010), Raimundo Cutrim é primo do conselheiro Edmar Cutrim.


De acordo com o Portal UOL, O Ministério Público, a Defensoria Pública do Maranhão e a entidade civil Centro de Justiça Global denunciaram o governo do Estado à ONU (Organização das Nações Unidas) pela demora na apuração denúncias de tortura de pelo menos 65 presos ocorrida no dia 24 de novembro de 2002. Procurado ontem por telefone, o gerente da Segurança Pública, Raimundo Cutrim, não foi localizado.


A repercussão nacional do caso dos meninos emasculados no Maranhão (21 mortos e com os órgãos genitais extirpados). O governo federal ofereceu assistência da Polícia Federal, mas o governo do Estado recusou. Para Raimundo Cutrim, gerente de Segurança, a maioria dos casos foi solucionada e, os demais, estão sob investigação. Levantamento do Centro de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, informa que dos 19 casos (o texto é anterior a duas mortes recentes), dez encontram-se parados nas delegacias, três foram arquivados, três estão aguardando julgamento, dois foram julgados (um julgamento foi anulado e, no outro, o acusado foi condenado, mas obteve liberdade condicional). Um inquérito não foi localizado.


Luís Fernando Silva (PSDB)

Foi Gerente de Desenvolvimento Humano no primeiro governo Roseana, a pasta englobava ações de desenvolvimento social e o poderoso orçamento da Educação, foi Secretário de Educação, Chefe da Casa Civil e de Infraestrutura, todos nos mandato da ex-governadora.


Pedro Fernandes - PTB  

Dono do Partido Trabalhista Brasileiro - PTB, no Maranhão, Pedro Fernandes comandou a Secretaria de Educação - SEDUC no governo Roseana de 2012 a 2014, para garantir mais um mandato como deputado federal. Fernandes comandou os cofres da educação do estado e até hoje é acusado de de uma compra suspeita de hotel sucateado por R$ 24 milhões, e uma reforma suspeita de R$ 1,7 milhão no mesmo imóvel, o Hotel São Francisco.


O Ministério Público até hoje nunca apurou as inúmeras denúncias, o prédio até hoje não serve para nada na gestão pública.


Costa Ferreira

O "Costinha" como era chamado no grupo Sarney, também exerceu mandatos de deputado federal e comandou a de 2009 a 2013 a Secretaria de Desenvolvimento Social, tinha controle dos cofres da pasta, hoje está com Flávio Dino, mas, já não comanda mais o PSC.


Edmar Cutrim - TCE

Foi deputado estadual eleito e reeleito na chapa de Roseana, pelo PFL e pelo DEM, respectivamente. Roseana o indicou para o cargo que está até hoje, como Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, exercendo por diversas vezes a presidência do órgão.


Existem várias denúncias contra Edmar Cutrim de mal versação de recursos financeiros no TCE, que vão de funcionários fantasmas a pressão a gestores municipais em troca de votos.


Gastão Vieira - PROS

Gastão Vieira exerceu quase tudo no grupo Sarney, foi gerente, secretário, deputado federal e candidato a Senador da República. (SEDUC 1995 a 1998) (SEPLAN 2009 a 2010), Gastão Vieira  exerceu por 19 anos, mandatos na Câmara dos Deputados.


Ele comandou também os cofres da Educação, Desenvolvimento Social, Palnejamento e Orçamento nos governos de Roseana.


Estima-se que estes atores políticos, que agora fazem parte do grupo de Flávio Dino (PC do B), comandaram recursos financeiros da ordem de R$ 1 trilhão durante anos à frente das pastas. Usaram e abusaram da máquina pública para se satisfazerem em nome de parentes e amigos próximos.


Com o apoio da máquina pública se elegeram e reelegeram em mandatos, colocando filhos e parentes na Câmara de vereadores de São Luís, Assembleia Legislativa e amigos nos cargos de primeiro e segundos escalões das secretarias que comandavam, e assim o fizeram por mais de uma década no poder.


Tem um ditado antigo...


Quando se ver jabuti trepado, ou foi enchente ou mão de gente!


CONTINUA...
sexta-feira, 22 de junho de 2018

Com quase 50 anos de sucesso, a cantora Alcione se apresenta hoje em São Luís, no Arraial ‘Pertinho de Você’. A festa continua com Chagas no Batalhão de Ribamar


Com quase 50 anos de sucesso, a cantora Alcione se apresenta hoje em São Luís, no Arraial ‘Pertinho de Você’, que fica localizado ao lado da Batuque Brasil, no bairro da Cohama.


O show está super aguardado e os organizadores estimam um grande número de público. A entrada é Gratuita e mesmo se fosse paga, vale a pena ver a 'Marrom' cantando mais uma vez aqui na Ilha do Amor.


Faz uma loucura por mim...

Flávio Dino (PC do B), tenta a todo custo intimidar a imprensa livre que divulga casos de corrupções em seu governo; Ministro-relator, Alexandre de Moraes afirma que críticas são inerentes à política



Em julgamento ontem, quinta-feira (21), o Supremo Tribunal Federal - STF, decidiu, por unanimidade, derrubar o dispositivo da lei eleitoral que poderia proibir sátiras políticas a três meses das eleições.


Todos os 11 ministros votaram contra a proibição.

O relator do processo, ministro Alexandre de Moraes, afirmou que não se pode interditar o debate público e que as críticas são inerentes à atividade política. "Quem não quer ser satirizado, fica em casa, não se oferece para ocupar cargos políticos", disse. "Querer evitar isso por meio de uma ilegítima intervenção estatal na liberdade de expressão é absolutamente inconstitucional", afirmou Moraes.


O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), tenta a todo custo intimidar a imprensa livre maranhense com processos criminais na justiça, e pedem quantias de dinheiro vultosas como indenizações. Contudo, o STF já tem um claro entendimento acerca da Imprensa Livre e Liberdade de Expressão, e mesmo que os tribunais no estados decidam CENSURAR a imprensa livre, recorrer ao STF será causa ganha.


A presidente do STF, Ministra Cármen Lúcia, tem sido implacável na defesa à liberdade de expressão, por parte de quem quer que seja.


Este Blog reforça a tese defendida pelos Ministros do Supremo Tribunal Federal, e afirma que todas as denúncias neste meio de comunicação são legítimas, aprofundadas, 'exauridamente' investigadas, para em seguida serem divulgadas à população, que é o principal objetivo deste.


"Toda forma de censura é inócua à verdade, portanto, através dela seremos irmãs siamesas da liberdade de expressão, uma não se sustenta sem a outra". 

quinta-feira, 21 de junho de 2018

O apresentador do programa “Na Mochila”, da RedeTV, Thiago Alysson, sofreu um ato de racismo, nessa tarde do dia (21), em uma loja do São Luís shopping com o nome de “VIA VENETO”, uma loja voltada pro público da alta classe.
Thiago afirmou ao titular do blog que foi fazer um favor a uma amiga, iria falar com uma funcionária da loja citada. Mais chegando lá foi abordado por uma funcionária que impediu que ele entrasse na loja.
O constrangimento foi tanto que o mesmo questionou porque ele não poderia entrar na loja já que tinham várias pessoas no local, após essa ação o apresentador se conteve envergonhado, pois ação demostrava que tal fato tinha acontecido por causa da sua cor e as tatuagens que tem no braço.
Logo após tal fato o gerente veio conversar com ele e pedir desculpas pela situação pois sabia que teria acontecido um ato de puro “RACISMO”. Depois do constrangimento , o jovem resolveu desabafar nas redes sociais,



Thiago Alysson foi representante do Maranhão no extinto programa nacional “CQC”, chegou até às finais da seleção do programa, o mesmo já foi repórter de vários programas de televisão maranhenses e hoje é apresentador do programa “Na Mochila”.


[caption id="attachment_7910" align="alignnone" width="958"] Thiago na seletiva do "CQC"[/caption]

Também nos informou que irá fazer, Boletim de Ocorrência, pois é inadmissível que em pleno século 21 tais fatos aconteçam.


*Esse blog se solidariza com o amigo e companheiro Thiago e repudia que isso aconteça no Maranhão.
Ao contrário da injúria racial, o crime de racismo é inafiançável e imprescritível. A injúria racial está prevista no artigo 140, parágrafo 3º, do Código Penal, que estabelece a pena de reclusão de um a três anos e multa, além da pena correspondente à violência, para quem cometê-la.

O movimento político é uma união de profissionais de diversos setores com o objetivo de buscar alternativas relevantes para o desenvolvimento social


[caption id="attachment_7906" align="alignnone" width="640"] Margarida Macedo será candidata do grupo 'Mobilização Social' pelo MDB[/caption]

O grupo Mobilização Social Maranhão lançou a pré candidatura de Margarida Macedo para Deputada Estadual. O movimento político, é uma união de profissionais de diversos setores do estado, que tem como objetivo buscar alternativas relevantes para o Social.


O grupo desenvolve projetos de políticas públicas, e tem conseguido realizar importantes projetos como "Escola Verde", que tem como proposta ser um instrumento significativo para a melhoria da qualidade de vida da comunidade escolar, por meio de ensino de técnicas agrícolas e o cultivo de diversas culturas dentro da escola, para o consumo na merenda escolar.


Dentre estes projetos sociais desenvolvidos pelo grupo estão mutirões, ações sociais e ações voltadas para as donas de casas que é desenvolvido diretamente pela pré candidata Margarida Macedo.


"Queremos chamar atenção para a corresponsabilidade de todos nessas eleições de como a renovação política é necessária. Só mudaremos o cenário político através de novas pessoas, com bom caráter e sensibilidade para fazer", afirmou Júnior Leite, presidente do Mobilização Social Maranhão.

quarta-feira, 20 de junho de 2018


Entre os anos de 2016 e 2017, o Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), por meio da Procuradoria da República no Maranhão (PR/MA), ajuizou 2.174 ações civis públicas, sendo que metade delas por atos de improbidade administrativa. Dessas ações, um dos principais gestores que figura como réu o prefeito de Turiaçu, Joaquim Umbelino Ribeiro (PV), acusado de irregularidades nas áreas de saúde e educação.



Além das denúncias de improbidade, o gestor turiense também é alvo de uma ação popular na qual o autor pede indenização por danos aos cofres públicos por má aplicação de recursos de um convênio com a Funasa da ordem de R$ 14 milhões.


Segundo levantamento do blog do Filipe Mota, junto ao sistema de consulta processual, uma das ações de improbidade contra Umbelino foi proposta em dezembro de 2013 para apurar indícios de enriquecimento ilícito entre os anos de 2004 e 2008, período em que ele estava em seu primeiro mandato de prefeito da cidade.


Nessa ação, o MPF mostra que existem indícios de desvio dos recursos públicos oriundos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB, originariamente destinados ao município.


De acordo com a procuradoria, na denúncia foi anexado um relatório da Controladoria Geral da União que dá conta, sob o manto da presunção de legitimidade do qual é dotado, da realização de saques de recursos públicos da conta vinculada ao FUNDEB, em elevada quantia, nos últimos dias de mandato do gestor, diretamente da boca do caixa.


“Permanecem, pois, intocáveis os indícios do cometimento de ato de improbidade administrativa por parte dos requeridos, na medida em que não lograram demonstrar sua inexistência, a improcedência da ação ou a inadequação da via eleita. Dessa forma, o Ministério Público Federal reitera os termos da petição inicial, requerendo o seu recebimento”, diz trecho da ação assinada pelo Procurador da República, Marcilio Nunes Medeiros.


A denúncia de improbidade administrativa contra Umbelino foi aceita pelo juiz Federal da 5ª Vara do Maranhão, José Carlos do Vale Madeira, no dia 08 de janeiro de 2014. No entanto, o processo está conclusos para decisão desde o dia 13 de fevereiro de 2015.


'REI' DAS IRREGULARIDADES

Além das ações na justiça federal, Umbelino também responde a uma série de processos na justiça estadual. Em novembro do ano passado, o gestor que é conhecido na Baixada Maranhense como o ‘Rei das Irregularidades’, teve seus imóveis e veículos bloqueados pela juíza Urbanete de Angiolis Silva. Outras oito pessoas, entre jurídicas e físicas, também tiveram suas contas bancárias bloqueadas até nova decisão judicial.


O pedido foi do Ministério Público e a Justiça acatou por conta da possível condenação dos acusados em uma ação de danos aos cofres públicos. Assim, os cartórios de Registros de Imóveis de Turiaçu e de São Luís e a Junta Comercial do Estado tiveram 72 horas para informar tudo que está no nome dos citados e bloquear imediatamente.


Além do prefeito, respondem também pelo crime Raoni Cutrim Costa, Josué de Jesus França Viegas e as empresas “F. de Sousa Melo – ME”, “Maria Leda de Jesus Souza – ME”, “Culp Construções e Serviços EIRELI, “Líder Construções e Serviços EIRELI”; “V. F. Rabelo Filho Construções Ltda – ME” e “EPG Comércio EIRELI”.


Cada um teve um valor bloqueado, sendo considerada a participação no prejuízo ao erário. O prefeito Joaquim Ribeiro teve R$ 5.230.911,24 bloqueados; Raoni Cutrim Costa teve R$ 3.011.468,60 bloqueados; Josué de Jesus França Viegas teve R$ 2.219.442,64 bloqueados. As empresas envolvidas também estão nesta mesma situação. A Justiça bloqueou R$ 1.141.872,00 da Culp Construções e Serviços EIRELI; R$ 588.951,01 da Líder Construções e Serviços EIRELI; R$ 488.619,63 da V. F. Rabelo Filho Construções; R$ 1.218.239,00 da Maria Leda de Jesus Souza - ME; R$ 1.471.338,08 da Empresa EPG Comércio EIRELI e R$ 321.891,52 da F. de Sousa Melo - ME.



O Ministério Público diz que com base nas informações do Tribunal de Contas do Maranhão, as empresas envolvidas seriam de fachada pelo fato de "não possuiriam existência comprovada e que, de acordo com as informações da Controladoria-Geral da União, não possuiriam funcionários declarados no Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (CAGED), nem no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS)".

terça-feira, 19 de junho de 2018

Weverton Rocha (PDT), Cléber Verde (PRB), Hildo Rocha (MDB), João Marcelo (MDB), Victor Mendes (MDB) e Zé Carlos (PT), querem barrar a Lava Jato



Um dos autores do requerimento para criar a CPI da Lava Jato é o candidato ao Senado do governador do Maranhão, Weverton Rocha (PDT). O parlamentar era alvo de processos no STF, mas agora, com a decisão da suprema corte, estão na Justiça Federal do DF. A Operação Lava Jato desbarata o maior esquema de corrupção do país e está ameaçada.


Acompanharam a assinatura do requerimento de CPI contra a operação, os deputados maranhenses Cléber Verde (PRB), Hildo Rocha (MDB), João Marcelo (MDB), Victor Mendes (MDB) e Zé Carlos (PT).


No total, o requerimento já possui 190 assinaturas de deputados de todo o país.


Contraponto


Um grupo de deputados se reuniu agora há pouco e foi até o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), pedir a anulação do requerimento. A reunião acaba de ser marcada para as 15 h.


A pauta: eles alegam que os líderes não explicaram o objetivo da comissão e acusam os autores do pedido de alterarem o cabeçalho do requerimento após as assinaturas (veja AQUI a lista dos 190 parlamentares que assinaram).

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Além de casas populares com dinheiro do próprio bolso, o prefeito já construiu salas de aulas, postos de saúde, pavimentou ruas e avenidas com recursos da prefeitura



O prefeito Lahésio Rodrigues, da cidade de São Pedro dos Crentes, no Sul do Maranhão, abriu mão do salário para doar a quantia de R$ 10,597,40 mil, que será usado na construção de casas populares na região. 


Lahesio ficou conhecido após duras criticas ao governo do estado pela falta de repasses ao município, recentemente o prefeito comemorou  "mêsversario" o "aniversário"  de um mês ao lado de uma ponte, ou melhor o que sobrou dela, com direito a bolo e tudo mais, a ponte na rodovia estadual MA-138 caiu durante a passagem de um caminhão carregado de leite.


São Pedro dos Crentes é um pequeno município no sul do Maranhão, com população estimada em 5 mil habitantes, de acordo com os últimos dados do IBGE. A cidade fica a cerca de 800 km de São Luís.


Médico de profissão, Dr. Lahésio foi eleito em 2016, pelo PSDB, logo nos primeiros meses de mandato enviou a Câmara Municipal o Projeto de Lei nº 004/2017, para garantir que os vencimentos, durante todo o seu mandato, irão para financiar a construção de moradias populares.
Mais um crime passional em São Luís

No final da manhã de hoje, segunda-feira (18), uma mulher, de 35 anos, conhecida por Terezinha Almeida foi  morta a facadas pelo ex-namorado Afonso, que estava inconformado com o fim do relacionamento.



Ele desferiu 8 facadas na vítima, conforme laudo do Icrim, segundo maiores informações, o ex-namorado de Terezinha foi encontrado morto com a corda no pescoço, dentro de uma residência no bairro do Maracanã, zona rural da Capital.


A Federação Maranhense de Futebol - FMF é de fato a 'Matrioska' da Copa do Mundo



Às custas da Federação Maranhense de Futebol -FMF, Confederação Brasileira de Futebol - CBF e dos clubes maranhenses que agonizam falta de recursos financeiros, Antônio Américo está em solo russo, acompanhando a Copa do Mundo de Futebol.


A informação foi dada em primeira mão por este Blog, reveja!!!
http://filipemota.com.br/voo-da-alegria-presidente-da-fmf-ja-esta-na-russia/

Governo Flávio Dino (PC do B), tenta a todo custo censurar o direito à Liberdade de Imprensa contra o jornal O Estado



Entidades de defesa da Liberdade de Imprensa já estão de posse dos documentos que mostram a perseguição do governo comunista a O Estado. A Associação Nacional de Jornais - ANJ, Associação Brasileira de Imprensa - ABI e a Federação Nacional dos Jornalistas - FENAJ, atuam em defesa e na luta aberta, contra a censura. O próprio Supremo Tribunal Federal - STF, na pessoa de sua presidente Cármen Lúcia, já deu amplas declarações em favor da liberdade da imprensa.


Mesmo com tudo isso, o governo Flávio Dino insiste em tentar macular a imagem do maior jornal impresso do Maranhão, com reiteiradas ações judiciais, numa clara tentativa de intimidação, como já faz com Blogs, jornalistas livres e, até mesmo os internautas, quem denunciam os inúmeros casos de corrupção do governo comunista.


No total, contra O Estado já somam 18 processos judicias, pelo simples fato de o jornal denunciar repetidos escândalos de corrupção na gestão Flávio Dino. Os principais casos denunciados são com recursos da Saúde.

Seria cômico se não fosse trágico, que o governador do Maranhão usa ilegalmente a estrutura do próprio Executivo Estadual, como a Procuradoria Geral do Estado, para perseguir veículos de comunicação que denunciam os inúmeros escândalos.


O governo comunista do Maranhão mostra assim seu AUTORITARISMO e sua TIRANIA contra a LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

quinta-feira, 14 de junho de 2018
[caption id="attachment_7867" align="alignnone" width="932"] Prefeito Edvaldo Holanda com a secretária Conceição Castro[/caption]

Parece piada se não fosse tão trágico, mas a gestão de Edvaldo Holanda Júnior (PDT), gasta mais dinheiro com comunicação do que gasta com construção de Creches ou reforma de escolas do município de São Luís.
A Secom através da secretária Conceição Castro, gasta milhões com empresas de comunicação, mesmo assim a população não sabe as “poucas” ações que o governo municipal faz na cidade. Então pode ter algo de muito errado acontecendo, por isso agora cabe ao Ministério Público  investigar e auditar os contratos da secretaria em questão, pois milhões de reais que deveriam ser investidos para o bem da população ludovicense, estão sendo gastos em uma área muito pouco ativa na prefeitura.
Há relatos que o órgão serve para fazer política e captar lideranças através de terceirizadas.
Veja quanto já pagou a prefeitura:


Juntas, Mallmann, Eurofort, Informe e Clara Comunicação já consumiram R$ 13 milhões dos cofres públicos; governo investe pesado em propaganda do que não foi feito


[caption id="attachment_7861" align="alignnone" width="1200"] O cara da propaganda[/caption]

Desde o começo da gestão, o governador Flávio Dino (PC do B), tem investido pesado em propaganda, e haja dinheiro do contribuinte para custear o pagamento das empresas de publicidade. Apenas em 5 meses deste último ano de gestão comunista, já foram consumidos mais de R$ 13 milhões com propaganda.


O interessante é que passados quase 4 anos anos para o final da gestão pífia de Flávio Dino, a população maranhense não viu uma obra relevante que pudesse mudar a realidade dos maranhenses. Sem obras estruturantes, sem obras, sem nada, o que se pode observar é que se o governo comunista tivesse investido todo este dinheiro gasto com propagandas enganosas, daria por exemplo para terminar a Ponte sobre o Rio Pericumã, como já foi denunciada aqui, reveja.


https://filipemota.com.br/pericuma-governo-flavio-dino-engana-maranhenses-com-ponte-que-custaria-r-70-milhoes/

O dinheiro gasto com propagandas daria para terminar, enfim, a reforma da Barragem do Bacanga, que iniciou desde o começo da gestão e já ultrapassou a casa dos R$ 10 milhões, também denunciado aqui neste Blog, reveja.


http://filipemota.com.br/absurdo-governo-flavio-dino-gasta-mais-meio-milhao-via-caema-na-barragem-do-bacanga/

Ou ainda, daria para reformar de verdade, como estava no projeto, a Beira Rio em Imperatriz, e muitas outras obras de verdade que só funcionam na propaganda do governo, na realidade, a vida dos maranhenses piorou, sem obras, sem empregos e com os maiores impostos do Brasil.


É lamentável sobre todos os aspectos, o fim da gestão que veio para mudar o Maranhão.


Veja abaixo, os valores em R$ - Empenhado, Liquidado e Pago

CNPJ: 02.876.884/0001-78     CLARA COMUNICACÃO EMPRESARIAL   EMPENHO: R$ 8.208.100,00 LIQUIDADO R$ 7.970.301,63 PAGO R$  6.852.638,44


CNPJ: 04.269.852/0001-30 COMUNIQUE ASSESSORIA DE COMUNICACAO LTDA      EMPENHO: R$ 86.220,43            18.499,98               PAGO: R$ 18.499,98


CNPJ: 03.922.966/0002-55    EUROFORT COMUNICACAO LTDA            EMPENHO: 1.526.000,00      1.373.241,91      PAGO: 1.346.810,06


CNPJ: 26.428.219/0001-80 INFORME COMUNICACAO INTEGRADA SS LTDA


EMPENHO: 1.854.308,00      1.843.526,18       PAGO: R$ 1.843.526,18


CNPJ: 06.172.384/0001-06 VIACOM NEXT GENERATION COMUNICACAO


EMPENHO:  R$ 567.413,25          35.480,63           PAGO:  R$ 7.526,11


No total, já forma pagos R$ 13 MILHÕES 148 MIL e se já não bastasse, o governo contratou este mês mais uma empresa de comunicação, agora para mandar mensagem de Whatsapp aos maranhenses - perdeu a noção do ridículo e do desperdício do dinheiro público.

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Trechos da delação premiada de Carlos Miranda, ex-assessor do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, preso desde novembro de 2016, apresentados ontem pelo Jornal Nacional, revelaram que em 2012, o auxiliar recebeu a ordem de repassar R$ 100 mil/mês ao PDT


https://youtu.be/9tkzNm8wC2E

Em delação premiada, Carlos Miranda afirma que pagava para uma pessoa de nome Senhor Loureiro, que seria tesoureiro do PDT, que as entregas eram feitas na sede do partido pelos funcionários do doleiro Renato Chebar e que os pagamentos foram feitos de 2012 até março de 2014. Carlos Lupi e o PDT declararam que nunca tiveram nenhum tipo de relação com o delator e que jamais receberam qualquer tipo de vantagem.


Trechos da delação premiada de Carlos Miranda, ex-assessor do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, preso desde novembro de 2016, apresentados ontem pelo Jornal Nacional, revelaram que em 2012, o auxiliar recebeu a ordem de Wilson Carlos, então secretário de Governo na gestão de Cabral, para fazer pagamentos mensais de R$ 100 mil ao PDT, para Carlos Lupi, que preside o PDT nacional desde 2004. Carlos Miranda é apontado como “operador financeiro”, “gerente da propina” e “homem da mala”.

terça-feira, 12 de junho de 2018

Informações dão conta que bandidos muito bem armados mantem pessoas refém em uma casa na Cidade Operária próximo ao supermercado Mateus. Inclusive uma idosa na faixa de 80 anos, a polícia já chegou no local, ambulâncias estão dando o suporte caso aconteça alguma coisa mais , há muitos populares no local por isso a polícia fez um cordão de isolamento, veja o vídeo:



[video width="640" height="352" mp4="http://filipemota.com.br/wp-content/uploads/2018/06/VID-20180612-WA0164.mp4"][/video]
 

Funcionário Público, Aldo Oberdan acusou empresários de terem lavado dinheiro com sua empresa e que sofreu ameaça por parte de Igor Mesquita, do Rey do Vidro


[caption id="attachment_7842" align="alignnone" width="999"] Empresário Igor Mesquita teria ameaçado Aldo Oberdan[/caption]

O empresário Aldo Oberdan relatou em depoimento que teria sido ameaçado por um empresário, segundo ele, seria Igor Mesquita, dono da loja Rey dos Vidros, situada na Camboa. Empresa também participou de doações da campanha de Flávio Dino (PC do B).


Aldo Oberdan acusa Carlos Alberto Miranda e Igor Mesquita de terem usado sua empresa a Aldoimagem para lavar dinheiro na campanha do então candidato ao governo do Maranhão, em 2014, Flávio Dino.


O Blog fez uma busca e encontrou que a empresa Rey do Vidro LTDA, CNPJ: 69.577.21/0001-98 doou R$ 25.825,00 (Vinte e cinco mil, oitocentos e vinte e cinco reais), ao Comitê Financeiro do candidato Flávio Dino e mais R$ 30.000,00 (Trinta mil reais), ao Comitê Financeiro do PC do B, no total, foram mais de R$ 55 mil em doações, como mostra abaixo, o infográfico.



O empresário Igor Mesquita, figura como amigo em comum com os membros do PC do B, Márcio Jerry e Ednaldo Neves, e também com o vereador Marcelo Poeta, também do mesmo partido.

As datas de envios do dinheiro coincidem com as suspeitas envolvendo o partido de Flávio Dino e as empresas investigadas na operação Lava Jato


[caption id="attachment_7835" align="alignnone" width="999"] "encontrei uma vez Márcio Jerry, dentro do banco, eu cobrei dele. Aí ele disse ‘não rapaz não posso falar disso aqui, tem câmera e tudo, vai no partido’,[/caption]

O PCdoB, o governo Flávio Dino e os seus aliados têm tentado minimizar os efeitos da denúncia segundo a qual o partido lavou dinheiro na campanha eleitoral ele 2014. Mas a cada explicação – ou tentativa de – os comunistas se enrolam cada vez mais em uma teia que levanta suspeitas gravíssimas de ilegalidade pura e simples para eleger Flávio Dino governador.


O partido admite ter uma dívida, de cerca de R$ 800 mil, com a empresa Aldo Oberdan Pinheiro Montenegro-ME. Mas não consegue explicar para onde foram esses R$ 800 mil, já que os R$ 1,3 milhão entraram e saíram da conta do partido no mesmo dia. E se não pousaram na conta da empresa, para algum outro lugar foi desviado.


Outro problema envolve as notas fiscais da Aldo Oberdan Montenegro. Os documentos comprovam o recebimento do dinheiro total – e não apenas parte, como alega o PCdoB. É bem nesse ponto que se levantam as suspeitas de lavagem de dinheiro, uma vez que o dinheiro saiu da conta do PCdoB.


A empresa – que neste período estava sob administração de um terceiro, ligado ao próprio partido, e não do seu titular – emitiu a nota dando conta do recebimento, mas apenas parte do recurso chegou, efetivamente, na conta.


O curioso, e ainda mais complicado para os comunistas é que as datas coincidem com as suspeitas envolvendo o partido de Flávio Dino e as empresas investigadas na operação Lava Jato. Foi nessa época, segundo delatores, que foram repassados recursos para o PCdoB, e para o próprio Dino, segundo relatos nunca investigados pelo Ministério Público Federal.


O PCdoB, portanto, pode dizer o que quiser – e tem mostrado em suas notas que não tem muito o que dizer -, mas não conseguirá escapar, pelo menos, de ter de se explicar à Justiça Eleitoral e à Justiça Federal. E se a explicação continuar nesses termos, terá problemas sérios a resolver no futuro.


Ameaça – O empresário Aldo Oberdan Montenegro, que denunciou o uso de sua empresa para suposta lavagem de dinheiro do PCdoB, diz ter sofrido ameaça de morte dos comunistas.


– Falei com o presidente do partido na época, o nome dele hoje não me lembro mais. Ele virou para mim e disse assim, se eu não tinha medo de morrer. Eu disse: “Mas eu não fiz nada de errado, meu irmão” – contou o empresário.


A ameaça de morte também consta na denúncia que o empresário prestou e que faz parte da Representação encaminhada à Procuradoria-Geral da República.


Repercussão – A suspeita de lavagem de dinheiro na campanha do PCdoB deve ser um dos temas de hoje, no plenário da Assembleia Legislativa.


Deputados de oposição pretendem trazer novas denúncias e novas provas de que os comunistas teriam movimentado recursos de forma irregular na campanha de 2014.


O assunto deve render durante todas as sessões desta semana.


Com informações da Coluna Estado Maior

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Durante a sessão plenária desta segunda-feira (11), o deputado estadual Wellington do Curso se pronunciou em defesa dos 3.125 candidatos aprovados no concurso da Polícia Militar do Maranhão. O pronunciamento foi feito após o deputado Wellington receber uma carta que foi encaminhada pelo representante do corpo de alunos do Curso de Formação de Soldados/PMMA 2018.


Entre as cobranças dos candidatos, há o fato de o governador ter convocado 3.125 e, agora, dispensar sob o argumento de que irá nomear apenas 1.200.


“Se não seriam todos nomeados de imediato, por que então convocar todos os aprovados e não chamar somente os que estivessem dentro das vagas? A resposta de todos os alunos é só uma: politicagem”, lamentou um dos aprovados.


Sobre o assunto, o deputado Wellington solicitou que o Governo do Estado agisse com responsabilidade diante de um concurso tão importante para a sociedade.


“Desde o início, alertamos para as irregularidades que foram verificadas nesse concurso, desde a falta de segurança até à realização de provas em outro estado sem qualquer previsão em edital. Demos voz às solicitações dos concurseiros que se dedicaram e estudaram para essa prova. Agora, o governador Flávio Dino decide convocar 3.125 candidatos, apenas para dizer que convocou um grande número e, agora, anuncia a nomeação de apenas 1.200. Governador, seja responsável! Não brinque com os sonhos de homens e mulheres que se esforçaram, contraíram até mesmo dívidas para alcançar o objetivo de ser policial militar”, disse Wellington.


Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook

Cotação do Dolar