terça-feira, 22 de junho de 2021

 A Atitude  fundamentalista e puramente preconceituosa da deputada estadual Mical Damasceno(PTB),  de ir contra o  projeto aprovado na Assembleia Legislativa do Maranhão, que visa a proteção para os grupos LGBTQ +, que em grande parte são vitimas de violências  físicas e psicológicas.

Como o caso do jovem Luís Carlos que era homossexual e sofria de problemas psicológicos e acabou se matando na cidade de Porto Franco, sem ajuda nenhuma do poder público .

Esse posicionamento  da deputada  lembra muito a "Cisma do Oriente" ou a conhecida época  das "Cruzadas"  onde as pessoas matavam em nome de Deus, a parlamentar  se mostrou incapaz de aceitar o contraditório e dessa forma diz ser representante  do povo do Maranhão.

 Veja o vídeo  da parlamentar lamentando a aprovação  do projeto:



 

A ingratidão sempre será um dos piores sentimentos. 

Faz parecer algumas vezes que somos esquecidos, mas na essência nada mais é do que uma parte real do perfil de quem a prática. 

Pregar a democracia sem respeitar decisão contrária à sua é, sem dúvidas, uma forma de cassar seu próprio discurso. 

A solenidade de filiação do governador Flávio Dino ao PSB do Maranhão parece ter revelado esse lado do governador. 

Ao cumprimentar os presentes, fez isso citando nomes até de pessoas ausentes, mas fez se ausentar de sua mente o respeito, a cortesia e o reconhecimento ao ex-prefeito Luciano Leitoa, que hoje ocupa a função de Presidente Estadual do PSB no Maranhão. 

Ter lado na política é normal; querer impor seu ponto de vista é que não em nada uma visão republicana. 

A democracia se constrói não só na união de ideias, mas principalmente na construção delas e, nessa construção, inevitavelmente haverá embates e debates.

O respeito, contudo, será sempre a posição e decisão mais prudente. 

Em seu primeiro mandato como governador, assim como no segundo, Flávio Dino parece ter esquecido do papel importante de Leitoa na construção de alianças que o levaram a vitória. 

A ingratidão agora revelada parece também revelar um governador que não se julga ser líder de um grupo, mas que crer ser ele unicamente o grupo, querendo assim impor sua forma de agir julgando ser ela a única forma correta. 

Essa não é uma ação de um democrata republicano, é na verdade o contrário do que se diz ser. 

A cortesia de quem se diz democrata não deveria ser afetada, pois mesmo na divergência o respeito deve ser sempre mantido, defendido e exercido. 

Se pegou bem ou não, esse juízo de valor cada um fará. 

Entretanto, se as defesas políticas forem postas de lado, certamente defender que pegou bem se tornará certamente uma missão das mais difíceis.

 

Mudança ocorre após mais de 60% dos postos ficarem sem doses nesta segunda (21). Outras três capitais também estão com a vacinação em primeira dose suspensa: Aracaju, Campo Grande e Florianópolis. Governo federal alega que envia as doses com base na população-alvo da campanha.

O secretário da Saúde da cidade de São Paulo, Edson Aparecido, anunciou que não haverá aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid nesta terça-feira (22). O anúncio foi feito depois de mais de 60% dos postos de vacinação da capital ficarem sem doses nesta segunda-feira (21).

Na terça, apenas pessoas em busca da segunda dose poderão ser vacinadas, já que o dia será dedicado a repor os estoques dos postos. O mesmo acontecerá em outras três capitais: Campo Grande, Florianópolis e Aracaju, que também suspenderam a aplicação de primeira dose por falta de imunizantes.

Ainda de acordo com Aparecido, a vacinação de pessoas com 48 anos na capital paulista, prevista para ter início nesta quarta-feira (23), vai ser adiada.

O secretário informou também que a vacinação das faixas etárias seguintes pode ser afetada, e que novas datas para os próximos grupos devem ser divulgadas de acordo com o recebimento de remessas do governo estadual.

Fonte:G1

 

A princípio a idade dos imunizados seria a partir de 30 anos, mas um pouco depois do meio-dia o prefeito Luciano após ponderar com a equipe de saúde local decidiu reduzir ainda mais a idade desse público-alvo, que passou a ser de 25 anos ou mais. O Arraial da Vacinação aconteceu no domingo, dia 20 de junho, na Escola Dr. Pedro Lobato, onde funciona o Centro de Vacinação da Cidade, das 7h da manhã até a meia noite.

A ação realizada pela Prefeitura de Pinheiro, através da Secretaria Municipal de Saúde em parceria com o Governo do Estado teve por objetivo acelerar a Campanha de Vacinação da cidade, promovendo o aumento no número de imunizados. O resultado foi melhor do que o esperado.

“Recebemos milhares de pinheirenses que vieram até aqui se imunizar, esta é uma ação muito bonita. As pessoas realmente compreendem que a melhor arma contra a pandemia é a prevenção, com os números de hoje estamos ainda mais perto de nosso objetivo que é vacinar toda a população adulta de Pinheiro”, disse Fred Lobato, secretário de Saúde do município.

Foram aplicadas um total de 4545 doses do imunizante contra a covid-19. O prefeito Luciano esteve no evento acompanhado do Presidente da Assembléia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto, da vice-prefeita de Pinheiro, Ana Paula Lobato, do ex-deputado José Genésio, de secretários de seu governo, vereadores e lideranças políticas, todos prestigiaram a ação pela sua importância para o município.

Luciano aproveitou a ocasião para tomar a primeira dose do imunizante contra a covid-19. Com 40 anos ele deveria ter se vacinado na semana passada, quando a etapa de vacinação do município chegou a sua faixa etária, mas como precisou viajar para Brasília adiou a ocasião e resolveu aproveitar o arraial para incentivar mais pinheirenses a fazer o mesmo.

“Enfim, também pude tomar a minha dose de esperança. Acredito que este foi o melhor momento para fazer a minha imunização, como uma forma de incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo. Uma ação gigantesca como esta é motivo de muita alegria, estou muito feliz em ver que tantas pessoas estão comparecendo e tomando a sua dose. Agradeço ao Governador Flávio Dino pelo apoio e ao Deputado Othelino Neto pela articulação. Milhares de pinheirenses se vacinaram hoje sem dúvida nenhuma muitas vidas foram salvas neste domingo”, disse Luciano.

Durante todo o evento houveram apresentações de danças folclóricas e ofertas de serviços no local como os de assistência social. Carros e pessoas formaram filas enormes em busca de sua imunização e todos que compareceram receberam a sua dose..

segunda-feira, 21 de junho de 2021
Nesta segunda-feira (21), o Governo do Maranhão deu início a 167 cursos, com 6.330 vagas para adolescentes, jovens e adultos, em oferta de formação inicial e continuada e/ou oficinas, com foco na qualificação profissional. Os cursos serão realizados em 44 municípios e integram o Eixo Capacitação, do Programa Trabalho Jovem, que contempla jovens oriundos de escolas públicas. Os cursos são articulados aos setores econômicos locais e regionais, para favorecer a geração de emprego, renda e desenvolvimento econômico.

O Programa Trabalho Jovem foi instituído pelo Governo do Estado do Maranhão, reunindo iniciativas da Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidária (Setres), Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e da Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Seejuv).Os cursos/oficinas serão ofertados em Unidades Vocacionais do Instituto e Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), espaços de sindicatos, igrejas, entidades sociais, órgãos municipais, entre outros polos, resultados de parceria entre a Seduc e essas instituições. As inscrições para os cursos foram iniciadas no começo do semestre, entretanto, estavam suspensas em virtude da pandemia da Covid-19. Mesmo assim, os cursos/oficinas serão promovidos obedecendo todos protocolos de biossegurança determinados por autoridades de saúde.

“Por determinação do governador Flávio Dino, intensificamos a oferta de cursos e oficinas, com o Programa Trabalho Jovem, e também ampliamos os polos, espalhados pelo estado, com a finalidade de possibilitar que mais adolescentes, jovens e adultos tenham acesso à qualificação profissional, ao emprego e renda”, destacou o secretário adjunto de Educação Profissional e Integral da Seduc, André Bello.

Bello acrescenta que todos os cursos contribuem para o acesso das pessoas ao mercado de trabalho com a formação e a vivência profissional presentes nos cursos e oficinas, que possuem uma carga horária de 160 horas, cada, com certificação. “Após o curso, a Seduc orienta e, em alguns casos, faz a intermediação entre os alunos e o mercado de trabalho, visando colocações em estágios, empregos, e ainda direciona os cursistas, com todo o conhecimento e instrumentos formativos necessários para a abertura do próprio negócio, se for o caso”, apontou.

As informações sobre cursos a serem ofertados e iniciados, ainda neste no mês de junho de 2021, os locais da oferta e número de vagas, podem ser consultadas no portal da Seduc (www.educacao.ma.gov.br).

NOTA – CURSOS FICS – 2021

CRONOGRAMA INÍCIO DE CURSOS VOCACIONAIS – ANO 2021 – JUNHO-JULHO

São Luís já aplicou 688.136 doses de vacinas contra a covid-19, isso equivale a 90% da população adulta da Capital maranhense

Levantamento realizado pelo Blog aponta que a aceleração na aplicação das doses de vacinas nos ludovicenses fez também cair o número de internações, embora, ainda esteja alto, houve também uma ligeira queda em novos casos na capital, isso é fruto da vacinação e das medidas preventivas adotadas pelos ludovicenses – o uso de máscara cresceu e é fundamental neste momento, até mesmo para aqueles que já estão imunizados.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, a capital do Maranhão conta com uma população de 732 mil pessoas com 18 anos ou mais, e números da Prefeitura de São Luís apontam que até ontem, domingo (20), já foram aplicadas 688.136 mil doses de vacinas contra a covid-19, isso equivale a mais de 90%, da população adulta da Capital maranhense.  

2ª Dose

A aplicação da segunda dose das vacinas também está andando e 114.992 ludovicenses já estão totalmente imunizados. 

Nova faixa etária de vacinação 

A Prefeitura de São Luís realiza hoje (21), a vacinação para aqueles que tem 19 anos e amanhã (22), será a vez das pessoas que tem 18 anos, fechando assim a fase adulta da vacinação na Capital. 

sábado, 19 de junho de 2021

 


A maioria de nós fez as tarefas da escola com ajuda dos pais, em casa. Ali, praticávamos o que os professores ensinavam em sala de aula e, no dia seguinte, voltávamos cheios de expectativas para a correção da atividade na escola e, quem sabe, receber elogios dos nossos professores diante dos colegas de sala. Quantas recordações emocionantes você, leitor, assim como eu, tem desse período? Hoje, sigo a mesma prática com minhas filhas e, sempre que posso, sento com elas para apoiá-las nas atividades escolares. Como professor, sei bem que isso faz uma enorme diferença na trajetória escolar delas. Porém compreendo que muitas famílias não conseguem dar esse apoio, por motivos diversos, principalmente neste momento de pandemia.

Atualmente, tramita no Congresso Nacional um projeto que regulamenta o homeschooling, abrindo a possibilidade de educar os filhos, exclusivamente, em casa, retirando da legislação a obrigatoriedade da educação escolar, vigente no Brasil. Em que pese todas as polêmicas e discussões a respeito do tema, é necessário ponderar os riscos desse formato, já apontados por inúmeros especialistas em educação, com impactos no desenvolvimento das crianças, na socialização e interdisciplinaridade, entre outros pilares para a formação cidadã, que são construídos, eminentemente, na escola.

Por outro lado, nosso país enfrenta a maior crise dos últimos tempos com impactos terríveis, imposta pela pandemia da Covid-19, que afastou milhares de crianças, adolescentes e jovens dos bancos escolares, a maioria de baixa renda; pais com baixa escolarização, enfrentando dificuldades, como o desemprego, a fome, entre as situações tristes que temos acompanhado, ao logo desses mais de 15 meses de pandemia. Sem falar de outros temas importantes que permeiam a educação brasileira e que precisam ser pautados, neste momento, no Congresso, como a nova regulamentação do Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica), a implementação do Sistema Nacional de Educação, as medidas emergenciais para a educação em tempo de pandemia, a universalização do acesso dos estudantes da escola pública ao conteúdo remoto, que é um modelo emergencial adotado neste período pandêmico, entre tantas medidas prioritárias.

No caso do Maranhão, o governo Flávio Dino tem envidado todos os esforços para mitigar os prejuízos da pandemia na educação, criando meios diversos para que os estudantes tenham acesso aos conteúdos escolares: a TV Educação em canal aberto, as aulas pelo rádio, a plataforma Gonçalves Dias, a distribuições de chips com dados móveis para estudantes e professores, as atividades impressas para quem não tem acesso, a distribuição de gêneros da alimentação escolar e a Busca Ativa Escolar, só para citar alguns exemplos.

O líder de Relações Governamentais do Todos pela Educação, Lucas Hoogerbrugge, em entrevista recente, observou que medidas, nesse âmbito, são fundamentais para as famílias neste período e que não se pode confundir ensino remoto com o homeschooling. “O ensino remoto está sendo usado em um momento de emergência, de calamidade, que é o momento da pandemia, com a responsabilidade do Governo do Estado. E isso é muito importante, especialmente para as famílias mais vulneráveis, ter uma estrutura que está garantida para todo mundo pelo estado”, pontuou.

No caso do homeschooling, conforme a proposta em tramitação, é importante ressaltar que a escola pode perder seu papel protagonista na defesa e proteção social de crianças, adolescentes e jovens. “Em um país com baixa capacidade estatal, em alguns setores, como é o Brasil, você vai ter casos que, antes, eram verificados pela escola, em que a escola garantia uma proteção social para essas crianças, que a gente pode deixar de ter: situações de abuso geralmente são detectadas na escola e a escola remete esses casos para os conselhos tutelares […]”, realçou.

Notadamente, além dessa questão, o processo educacional pressupõe a interdisciplinaridade, relacionamento humano, com a troca de culturas e saberes, a promoção de iniciação científica e de descobertas, imprescindíveis em qualquer processo educacional. Também sublinho o afeto que a escola proporciona, ao ensinar sobre as relações com o outro e o respeito às diferenças, elementos que produzem uma boa aprendizagem. Obviamente, não podemos esquecer a função social e determinante dos educadores e educadoras, profissionais qualificados, especialmente, para a promoção dessa experiência educacional.

Portanto, considero a articulação do Governo Federal para a regulamentação do homeschooling inapropriada, fora de ocasião e tempo, uma vez que deixa para trás projetos estruturantes para a educação brasileira, mas, sobretudo, porque contraria todos os preceitos educacionais vigentes em nosso país. Vamos tratar o que interessa para educação, sem jamais perder de vista que o principal vetor para o desenvolvimento humano é a educação escolar.

Felipe Costa Camarão
Professor
Secretário de Estado da Educação
Membro Titular do Fórum Nacional de Educação – FNE
Membro da Academia Ludovicense de Letras e Sócio do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão
18/06/2021

sexta-feira, 18 de junho de 2021

 

A saída destrambelhada de Flávio Dino do PCdoB deve ter consequências devastadoras para o partido no Maranhão.

Nos próximos dias, sem a presença do líder máximo do comunismo maranhense, uma debandada de deputados, prefeitos, vereadores e lideranças deve reduzir o PCdoB ao que ele realmente é: uma legenda nanica.

De imediato, pelas contas do Blog, cerca de 20 políticos devem deixar a legenda. 

Othelino Neto, Rubens Pereira Júnior, Jefferson Portela, Professor Marco Aurélio, o secretário Ricardo Capelli, Carlos Lula, Rodrigo Lago e companhia bela devem deixar a legenda comunista.

Com isso, a relevância da legenda no debate sucessório deve ser ínfima, pautada apenas pelos interesses do comunista-mor Márcio Jerry, que sonha em reeleger-se ou conseguir um penduricalho político em uma chapa majoritária.

Depois de usar e abusar da doutrina marxista por 15 anos e conquistar os cargos de deputado e governador abrigado no PCdoB, Dino decreta a extinção da legenda à véspera do seu centenário.

Por isso a mágoa de Walter Sorrentino, Manoela D’avila, Orlando Silva e Luciana Santos com o governador maranhense.

Que fim deprimente!

 

Em meio a uma grave denúncia que paira sobre o governo do Maranhão, em que não teria repassado as doses necessárias para imunizar a população da Capital do estado, o governador Flávio Dino (Sem partido), espantou seus camaradas do PC do B, com um pedido de desfiliação partidária.

A decisão política de deixar o PC do B surge em meio a um impasse por causa de doses de vacinas que não teriam sido repassadas à Secretaria Municipal de Saúde de São Luís, que corria bastante acelerada a vacinação dos ludovicenses - há quem diga que esta vacinação em massa da população de São Luís teria gerado uma ciumeira no governador, e daí a razão para trancar as torneiras dos imunizantes.

Em tempo: o Brasil inteiro preocupado com a vacinação, Flávio Dino fazendo política e atrapalhando quem quer vacinar.

E mais: a estratégia do ex-comunista é tentar fazer uma aliança nacional em torno de seu nome para a vice do ex-presidente Lula.

Pra fechar: até o louco do presidente da República agora está preocupado com a vacinação e Flávio Dino fazendo política.

 Aloísio Barroso, dirigente histórico do PCdoB

A DESERÇÃO DISFARÇADA DO GOVERNADOR

Após meses inventando uma conversa de “fusão” partidária com o PSB, o governador do Maranhão desfila-se do PCdoB, às vésperas de reunião da Direção Nacional convocante do seu 15º Congresso. Flávio Dino e seus funcionários passaram mais de um ano plantando fartas notas na mídia burguesa sobre algo inexistente, enquanto aprontava as malas para o PSB: este partido, inclusive, jamais deu uma palavra formal sobre a tal “fusão” com o PCdoB.  Igualmente, comunicara à imprensa, cerca de dois anos antes das eleições de 2022, repetindo que ele votaria em Lula à presidência da República, em pronunciamentos completamente à revelia da direção partidária. Pior, ele mesmo – e por si mesmo! – declarara-se candidato àquele posto (Valor Econômico, 26/07/2019) sem ter havido qualquer discussão substantiva nesse sentido.


Flavio Dino foi DESLEAL com o Partido Comunista do Brasil, provocou enorme confusão na militância de norte a sul, chegando a insinuar que o PCdoB estaria liquidado institucionalmente; outra mentira que mistura não realizar eventualmente a (restritiva e antidemocrática) “cláusula de barreira”, com o suposto fim da representação parlamentar e institucional desse partido. Mais ainda: para não sair sozinho do Partido tentou “arrebanhar” importantes lideranças comunistas, que, dignamente, a isso rechaçaram. O que faz suspeitar que havia também o objetivo de “esvaziar” e assim desacreditar mais ainda o PCdoB. Ou aparentá-lo mais insignificante.


Portador de juras à democracia - e tendo dado inegável contribuição a esta dura luta -, várias vezes porta-voz loquaz do “materialismo histórico”, assim como dizia-se praticante do  “centralismo democrático”, Dino desmorona ideologicamente e sai do PCdoB – o que é um direito seu. Mas revela que coleciona sobejas mostras de mandonismo e caciquismo político, típicos de políticos liberais-burgueses, portanto inteiramente avesso ao (árduo e inquietante) caminho coletivo das decisões e convicções comunistas. Conduta essa igualmente incompatível com a perseverança militante para as grandes transformações que requerem os combates de classe à transição ao Socialismo. 


CENTENÁRIO, o Partido Comunista do Brasil e seus militantes já viveram todas as lacerantes vicissitudes que se pode esperar de uma corrente político-ideológica compromissada com os trabalhadores até as últimas consequências. Por isso mesmo, além de ajustar (criticamente) suas políticas, não pode legitimar passivamente a retórica de trânsfugas ambiciosos que choramingam agora a “acolhida fraterna” que sempre tiveram da gloriosa legenda comunista.

AVANTE!

Assembleia Legislativa do Maranhão

2º Encontro Nacional de Proteção a Comunicadores

Instituto Vladimir Herzog

ABRAJI

Repórteres Sem Fronteiras

Repórteres Sem Fronteiras

Cotação do Dolar

Perfil

Contatos: 98 9121-1313
Whastapp: +55 98 9121-1313
Email: blogdofilipemota@gmail.com

Facebook